A Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB) finaliza hoje, os últimos preparativos para a greve geral que acontecerá amanhã, na Paraíba. Devem paralisar os ônibus e trens, a partir das 4h. Acontecerão caminhadas no comércio da capital para que os proprietários de lojas fechem as portas e os empregados possam participar da paralisação. Os bancários decidem hoje, se param as atividades e se juntam aos grevistas. Os organizadores farão um ato público, a partir das 11h, próximo ao Shopping da Lagoa, no centro.

O protesto acontecerá em todo o país e reunirá várias centrais sindicais. O objetivo é protestar contra as reformas trabalhista e previdenciária que o Governo Federal pretende fazer, além de pedir a saída do presidente Michel Temer. De acordo com o presidente da CUT-PB, Paulo Marcelo, outra data histórica para todos os trabalhadores que desejam invadir as ruas e protestar contra tudo que vem acontecendo de ruim neste governo Temer e seus aliados. Segundo ele, a paralisação de ônibus e trens será fundamental, além de outras categorias, para que a greve tenha o objetivo alcançado.

“Queremos convocar todos os trabalhadores para que possamos dar uma resposta de repúdio a este governo ilegítimo que deseja acabar com os direitos alcançados. Vamos à luta em protesto de tudo o que vem acontecendo com um presidente que temos que colocar para fora, afinal, não tem o respaldo da maioria dos brasileiros”, avaliou Paulo.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

No Senado, Veneziano já conseguiu recursos para 193 municípios

Em menos de um ano e três meses de mandato no Senado Federal, representado a Paraíba, o senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) já conseguiu viabilizar recursos para 193, dos…

Opinião – Depois da pandemia virá a mais difícil tarefa para os governantes: o ressurgir das cinzas

A tarefa prevista para os chefes de Executivo, em todos os níveis, para o pós-pandemia, não é missão para qualquer um. Principalmente no tocante aos governadores de Estado. Ao final…