A Paraíba o tempo todo  |

TRE-PB julga nesta quinta casos de Cajazeiras e Pombal

 A corte do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) retoma os julgamentos dos processos eleitorais na tarde desta quinta-feira (17). Na primeira pauta deste ano constam duas ações que podem anular a diplomação das prefeitas de Pombal, Polyana Dutra (PT), e de Cajazeiras, Denise Albuquerque (PSB).

Entre os processos a serem julgados pelo pleno está o caso de Cajazeiras, que trata da renúncia do ex-prefeito da cidade, que disputava a Prefeitura, mas desistiu da candidatura poucos dias antes do pleito e colocou em seu lugar sua mulher Denise Albuquerque. Carlos Antônio abandonou a disputa depois de ter seu registro de candidatura negado pelo Tribunal Superior Eleitoral. Denise Albuquerque venceu a eleição com 53,02% dos votos válidos.

 

Já em relação à prefeita reeleita de Pombal, o tribunal irá analisar um Agravo Regimental apresentado pela pela Coligação "Unidos Para O Bem de Pombal", encabeçada pela adversária Mayenne Van Bandeira de Lacerda (PMDB), que pede a anulação da diplomação de Polyana Dutra. A alegação é de que a candidatura da petista foi ilegal, pois segundo os advogados da coligação, ela não poderia concorrer porque é viúva do ex-prefeito Jairo Feitosa (PT), o que geraria um terceiro mandato para a mesma linha de parentesco.

 

Para o caso de Cajazeiras o procurador do Ministério Público Eleitoral, Yordan Delgado, emitiu parecer contrário a substituição. "O povo não pode ser persuadido a votar em um candidato quando não é aquele que o representará". Segundo ele, Carlos Antônio agiu “de forma contraditória” e feriu a boa-fé “levando o povo a votar erroneamente” em Denise Albuquerque , já que, ele manteve sua candidatura até as vésperas da eleição.

 

"Certamente arquitetada muitos dias, ou até meses antes, para que, quando não sobrasse mais qualquer tempo de realizar campanha e de comunicar os eleitores da referida mudança, pudesse promovê-la na calada da noite, com a intenção óbvia de transferir votos, por ele próprio angariados, à esposa", argumentou Yordan em seu parecer.

 

A sessão ordinária na sede do TRE-PB inicia a partir das às 14h.

 

 

Correio

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe