Por pbagora.com.br

Ele fica. O prefeito de Campina Grande Veneziano Vital do Rego deve permanecer no cargo até que o recurso contra sua cassação seja julgado pelo tribunal regional Eleitoral.

Os mandatos de Veneziano (PMDB) e de seu vice José Luiz (PSC) foram cassados no último dia 12 de abril, por decisão do juiz titular da 16ª Zona Eleitoral, Francisco Antunes. O magistrado acatou parecer do Ministério Público Eleitoral a favor da cassação sob a acusação de captação ilícita de recursos durante a campanha eleitoral de 2008, no que ficou conhecido como "Caso Maranata".

Desde então, o prefeito da Rainha da Borborema permaneceu no cargo beneficiado por uma liminar concedida pelo TRE.

Veneziano consegue liminar e permanece no cargo de prefeito

Na sessão realizada nesta quinta-feira, dia 15, entretanto, o TRE acatou a medida cautelar em definitivo, tornando a decisão pela permanência válida até que o recurso impetrado pelos advogados do gestor seja julgado. É bom lembrar que a decisão pela cassação ocorreu em primeira instância.

Caso Maranata

A campanha de Venê teria recebido cerca de R$ 50 mil da construtora Maranata, através de um acordo com a prefeitura de Campina Grande. O episódio ficou conhecido como "Caso Maranata".

O Norte

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy garante recursos e comemora início das obras para reabertura do CAIC de Mangabeira

Estrutura escolar abandonada desde 2012, o antigo CAIC de Mangabeira vai ser reconstruído e voltar a funcionar como reitoria e sede das escolas técnicas do Instituto Federal da Paraíba (IFPB).…

Partido da base de Wallber Virgolino declara apoio a Cícero

O partido Democracia Cristã (DC), que apoiou a candidatura de Wallber Virgolino (Patriotas) à Prefeitura de João Pessoa no primeiro turno, está com nova direção e anunciou o seu apoio a Cícero Lucena, do Progressistas, neste…