Em movimentada sessão, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba julgou no início da noite desta última quinta-feira (05/12) a Ação de Investigação Judicial Eleitoral nº 134/2008, onde o ex-prefeito de Solânea, Francisco de Assis de Melo (Dr. Chiquinho-PMDB) havia sido condenado pelo Juiz de Solânea, Osenival dos Santos.

Contrariando a decisão do Juiz de Solânea, o Tribunal Eleitoral decidiu, por unanimidade, absolver o ex-gestor das acusações de compra de votos e o tornar elegível, arquivando o processo.

Com a reviravolta no caso, Doutor Chiquinho agora promete surpresas para as eleições de 2014 na cidade de Solânea. Abalando os projetos políticos de Beto do Brasil. “O povo de Solânea, com certeza, pode esperar boas surpresas para as eleições de 2014”, afirmou Doutor Chiquinho comemorando a vitória no julgamento do TRE-PB.

O ex-prefeito acrescentou, ainda, que a decisão da corte regional eleitoral veio confirmar aquilo que o Tribunal de Contas da Paraíba já havia comprovado ensejando aprovação de todas as contas de sua gestão.

Em tom de desabafo, o ex-prefeito disse: “Nós conseguimos mais essa brilhante vitória com as bênçãos de Deus, e sempre com a competência e determinação do meu advogado, Dr. Marcos Souto Maior Filho, que vencer a luta de Davi, contra o velho Golias. O processo foi julgado pelo TRE e todos os membros da Corte votaram pela minha absolvição. A justiça, finalmente, foi feita!”.

O advogado Marcos Souto Maior Filho, que tem colecionado vitórias na Corte Eleitoral paraibana disse: "Sempre acreditamos nas decisões da Justiça Eleitoral. Sabíamos que na segunda instância, sem pressões ou ingerências políticas no processo já no TRE/PB decidiria legal e tecnicamente com desfecho favorável ao meu constituinte, doutor Chiquinho.”

 

ELEGÍVEL

Indagado sobre seu futuro político, o advogado do ex-prefeito de Solânea disse categoricamente: “A decisão do TRE/PB veio para resgatar a verdade e cortar os impulsos politiqueiros. Agora, a decisão é dele (Doutor Chiquinho), pois não existe nenhum impedimento ou limitação a sua elegibilidade. Pendia de julgamento a AIJE nº 134, que foi extinta por decisão unanime do TRE-PB. Chiquinho é sim, pontualmente elegível, e poderá concorrer tanto para Deputado nas próximas eleições, quanto para Prefeito nas eleições subsequentes”. Finalizou Souto Maior.

 

Ascom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jackson Macêdo é reeleito presidente estadual do PT da PB

A etapa estadual do 7º Congresso Nacional do PT – Lula Livre, definiu novas diretrizes as lutas políticas do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT/PB). O encontro aconteceu neste sábado…

Meta é trabalhar: João diz que ainda não pensou em um possível 2º mandato

Ainda é muito cedo para que o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) possa pensar em uma possível reeleição. Marinheiro de primeira viagem, o gestor exerce o seu primeiro mandato…