O juiz corregedor do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), Carlos Neves da Franca, pediu vista do processo e adiou mais uma vez o julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) que pede a cassação do prefeito de Campina Grande Veneziano Vital do Rego (PMDB).

Até o momento quatro juízes já reconheceram as condutas vedadas praticadas pelo gestor, mas votaram pela não cassação de Veneziano aplicando apenas uma multa de 50 mil Ufirs.

Na sessão desta segunda-feira (13) o juiz João Batista proferiu seu voto vista e concordou com o relator do processo julgando parcialmente procedente a Aije contra Veneziano.

 

Acompanhamento:

18h25

O processo de Veneziano Vital mais uma vez foi adiado, desta vez o Juiz Carlos Neves pediu vistas e prometeu levar na sessão de amanhã.

17h12

O Juiz João Batista ainda está votando. Por enquanto está 3 a 0 pelo reconhecimento das condutas vedadas sem cassação, só pela aplicação da multa.

16h15

Nesse instante, o juiz João Batista que pediu vista durante a última Sessão, está proferindo seu voto no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

Entenda o caso

O julgamento do prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego (PMDB) volta a pauta do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na tarde desta segunda-feira, (13). O julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), batizada de “Aije dos Trevos”, foi adiada de sexta-feira, (10), para hoje porque o advogado Carlos Fábio estava em Brasília e não pode comparecer a Sessão.

Por enquanto, o resultado parcial é de três votos pela aplicação de multa de 50 mil UFIRs (cerca de R$ 50 mil) no prefeito campinense, conforme voto do relator do caso, juiz João Ricardo Coelho.

O julgamento será retomado na sessão do TRE daqui a alguns instantes com o ‘voto vista’ do juiz João Batista Barbosa.

Em entrevista exclusiva na manhã desta segunda-feira, (13), ao Portal PB Agora, a assessoria do prefeito Veneziano Vital declarou que ele está tranquilo com o resultado e ressaltou: "O povo sabe e não esquece quem se utilizou de artimanhas ilegais para tentar ganhar as eleições naquela época".

 

Sessão on-line

 
 

Simone Duarte

PB Agora
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – Ricardo Coutinho terá, no mínimo, um papel importante no processo sucessório na Grande João Pessoa

Desde que a Sexta Turma do STJ, quase que por unanimidade, decidiu que o ex-governador Ricardo Coutinho deveria permanecer em liberdade, na Capital e no resto do Estado a pergunta…

Direção do Cidadania em JP prevê partido com cinco cadeiras na CMJP em 2021

Atual presidente municipal do Cidadania em João Pessoa, o vereador Bruno Farias admitiu, durante entrevista a imprensa pessoense que seu partido que conta com a recém-filiação do governador João Azevêdo,…