Um tratamento dentário realizado pelo pastor Marco Feliciano (Podemos-SP) causou assombro pelo custo. O gasto foi de R$ 157 mil e o valor, no entanto, saiu dos cofres públicos. A quantia foi reembolsada ao parlamentar pela Câmara dos Deputados.

Segundo o pastor, por sofrer de bruxismo, precisou fazer uma correção na mandíbula e implante de coroas. As informações são do jornal Estado de S.Paulo.

Feliciano ressaltou que o tratamento era necessário: “Não desejo para ninguém. Sou político e pregador. Minha boca é minha ferramenta”.
O plano médico dos deputados é ligado à Caixa Econômica Federal. Logo, despesas com serviços médicos e odontológicos podem ser reembolsadas.

O deputado apontou ainda que “não há crime”, mas reconheceu que o valor do tratamento ficou “caro”. “É um tratamento caro, mas foi para saúde, e não para estética. Foi para poder trabalhar. Como sou empregado, e onde trabalho há esta alternativa, eu precisava do tratamento”, concluiu. O tratamento odontológico foi realizado em uma clínica em Luziânia (GO).

 

Redação com Correio Braziliense

Total
137
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Carlos Bolsonaro diz que líder do PSL no Senado é “bobo da corte”

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) compartilhou neste domingo (13) uma mensagem no Twitter na qual classifica como “bobo da corte” o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP). “Este…

Presidente da ALPB e líder do Governo atribuem a Cabo Gilberto tática para embargar votações

Em entrevista a imprensa o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba deputado Adriano Galdino e o líder do Governo, deputado Ricardo Barbosa, ambos do PSB, reclamaram da tática utilizada semana…