Por pbagora.com.br

O número de transplantes na Paraíba aumentou 24,4%, no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 112 cirurgias nestes primeiros seis meses, contra 90 realizados de janeiro a junho de 2009. A expectativa da Central de Transplante da Paraíba é que os números melhorem com a implantação da nova sede do órgão e do Ambulatório de Pré e Pós-Transplante, que está funcionando há três meses, na Policlínica Benedita Targino Maranhão, em João Pessoa.

Com isso, em um mesmo local, os pacientes com indicação de transplante e os transplantados realizam consultas, exames e têm acesso a medicamentos distribuídos pela farmácia do Centro Especializado de Dispensação de Medicamentos Excepcional (Cedmex).

A meta da equipe é organização e rapidez para salvar vidas, deixando o paciente que precisa de um transplante pronto para receber o órgão em tempo hábil. “O papel do Ambulatório de Pré e Pós-Transplante é mudar a realidade dos transplantes, colocando todos os pacientes na fila e fornecendo meios para que os mesmos fiquem aptos a receber o órgão. O preparo para o transplante é bem complexo, porque requer a realização de vários exames. O ambulatório viabiliza a realização destes exames, dando a possibilidade do paciente ficar inscrito na fila”, explicou o diretor técnico da Central de Transplante, Ronivaldo Barros.

Agilidade nos exames – Quem precisa se submeter aos exames para um transplante encontra como aliado à confiança na equipe. “Estou tentando um transplante de rim e comecei a fazer os exames para me submeter à cirurgia. Estou gostando muito do atendimento aqui, só em não enfrentar mais na fila para pegar medicamento já é um alívio. Sem falar que aqui a gente já sai com tudo marcado”, disse a corretora de imóveis, Ana Márcia de Oliveira.

No balcão da farmácia do Cedmex, os pacientes ficam sentados, em um ambiente climatizado, enquanto aguardam o atendimento. Estão cadastrados no Cedmex 100 transplantados e mais 415 pré-transplantados, que pegavam medicamentos na sede do Cedmex, no bairro de Jaguaribe. “Está muito mais fácil pegar o medicamento no ambulatório, porque além de ser mais perto, também não tem muita fila, porque aqui é só para quem vai fazer ou já fez transplante”, acrescentou o motorista José Desuite Cirino, que estava fazendo um cadastro para pegar os medicamentos para o filho transplantado.

Consultas médicas no ambulatório – O paciente encontra no ambulatório, uma equipe médica especializada que encaminha para o transplante. Entre as especialidades oferecidas estão: nefrologia, hepatologia, pneumologista, urologia e cardiologia. Também acompanha o paciente, um psicólogo e uma assistente social. “Está para ser implantado no ambulatório o serviço de nutrição, que vai dar uma melhor orientação na dieta que o transplantado deve seguir”, afirmou a coordenadora do setor de enfermagem, Andréa Borges.

A médica hepatologista Ayreme Wanderley Ducas e Silva explicou como está funcionando o atendimento com o novo ambulatório: “Antes os pacientes eram atendidos no Hospital Universitário (HU) e de lá saiam e eles mesmo marcavam os exames, ficava um pouco soltos. Agora, eles se consultam aqui e já saem com tudo encaminhado”.

Destaque no Brasil – O aumento da quantidade de doação de órgãos na Paraíba vem sendo destaque, no cenário nacional. Segundo balanço da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), a Paraíba se destacou nacionalmente – como um dos cinco estados que mais avançou em relação à doação de órgãos – com índice de 10,9 doadores por milhão de população, superando a média nacional, que é 10,2 por cada milhão de pessoas.

De acordo com dados da Central de Transplante, nos últimos cinco anos, foram realizados mais de mil transplantes na Paraíba, de córnea, rim, fígado e coração. Em todo o ano passado, foram realizados 220 transplantes. Este ano, até o mês passado aconteceram 112, desses nove foram de pacientes acompanhados pelo novo ambulatório.

 

Da Redação com Ascom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Esquema envolvendo presidente do partido de Nilvan é de mais de R$ 45 mi

Conforme as investigações da Polícia Federal e da Controladoria Geral da União, que deflagraram na manhã desta quarta-feira (25) a “Operação Poço Sem Fundo” o grupo, que envolve diretamente o…

Guia eleitoral de Boulos une depoimentos de Lula, Ciro, Marina e Dino. Assista!

Programa eleitoral exibido na noite de sábado (21) na cidade de São Paulo mostrou depoimentos de apoio a Guilherme Boulos (Psol) de quatro lideranças da esquerda: Lula (PT), Ciro Gomes…