Por pbagora.com.br

Após uma guerra de liminares no ano passado que desencadeou uma crise nos bastidores do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Corte, Dias Toffoli, derrubou uma decisão dele próprio e deu autorização, nesta quinta-feira (18), ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevista a jornalistas. Veja a íntegra da decisão.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde 7 de abril do ano passado, onde cumpre pena por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no âmbito da Lava Jato.

O ministro Ricardo Lewandowski havia decretado, no fim de setembro, de forma monocrática, uma autorização para que o ex-presidente concedesse entrevistas da prisão. No mesmo dia, o vice do Supremo, Luiz Fux, derrubou a decisão, que voltou a ser tomada dias depois pelo colega. A guerra de liminares foi parada pelo presidente do tribunal, que deu a palavra final, com a proibição que agora revogou.

A suspensão de liminar é um tipo de ação que, regimentalmente, é encaminhada à Presidência do Supremo, a não ser que este esteja ausente do país. Toffoli não estava em Brasília, mas em São Paulo. Fux também não estava em Brasília na ocasião.

Na época, o impasse gerou grande constrangimento nos bastidores do Supremo. No meio de setembro, Toffoli havia assumido a Presidência do STF com a promessa de melhorar o ambiente de tensão entre os colegas.

 

Congresso em Foco
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agencia Brasil

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Notícias relacionadas

Wilson testa positivo para Covid, passa bem e cumpre recomendação médica

Mais um deputado federal paraibano testou positivo para Covid-19. Trata-se de Wilson Santiago, presidente estadual do PTB, que testou positivo neste domingo (28) para Covid-19 e está recebendo cuidados em…

PB confirma 1.392 novos casos e 25 óbitos por Covid-19 neste domingo

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, neste domingo (28), 1.392 casos de Covid- 19. Entre os confirmados hoje, 41 (2,94%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.272 (97,06%)…