Por Wellington Farias

Excetuando-se a própria Operação Calvário, que está no devido cumprimento do seu dever, toda essa gritaria, esse bafafá dos frenéticos “combatedores” da corrupção na verdade tem uma só finalidade: que o ex-governador Ricardo Coutinho, campeão de votos e malhador de oposição, seja fisgado pelo processo de investigação.

Isto não quer dizer que o ex-governador tenha, ou não, algo a ver com tudo isso que está sendo apurado. E, se tiver, tem mesmo é que pagar pelo que fez. Aí é outra história, e já valamos sobre isto.

Mas o que fica muito claro, para todo mundo e a mulher de seu Raimundo, é que existe uma certa conspiração ou apenas um simples desejo de setores oposicionistas para que Ricardo Coutinho seja tornado inelegível, e a oposição deixe de apanhar por algum tempo. O verdadeiro desejo dessa turma é que o ex-governador socialista seja defenestrado da vida pública para o resto da vida, custe o que custar…

Alguém por acaso tem dúvida de que será muito difícil impedir o retorno de Ricardo Coutinho à Prefeitura de João Pessoa pela via das urnas, caso ele seja mesmo candidato em 2020?! Claro que não. Até porque as mais graduadas figuras da oposição – incluindo-se o Grupo Cartaxo que era considerado liderança emergente e em plena ascensão foram todas derrotadas na histórica disputa pelo governo do Estado em 2018, para não dizer humilhadas.

Quem viver verá: a saraivada de pau sobre o ex-governador Ricardo Coutinho está apenas começando… A estratégia é desgastá-lo ao máximo e torcer muito para que ele seja arrastado na tarrafa da Operação Calvário e, portanto, se torne inelegível.

Tornar-se inelegível é, de fato, uma possibilidade que o ex-governador está sujeito. Afora isso, a estratégia de destruir Ricardo Coutinho com a crítica pela crítica, com o denuncismo etc. e tal, provavelmente não surtirá efeito. Não é achismo, é uma constatação histórica. Ricardo Coutinho é o tipo do político que dá um boi para não entrar numa briga e uma fazenda inteira para não sair dela. Justamente, porque sabe que é na adversidade e no confronto que ele sempre cresce.

Resumo da ópera: às oposições resta apenas orar, rezar e bater tambor para que os espíritos conspirem no sentido de que a Operação Calvário pegue o mago de Jaguaribe. A não ser assim, tudo indica que vem peia e muita em 2020.

E meu nome é tchau!

PS: E aqueles caras-de-pau que promoveram campanhas bilionárias na Paraíba colheram dinheiro no pé?…

 

Wellington Farias

 

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Por Wellington Farias

Notícias relacionadas

Pesquisador analisa efeito do fim das coligações que deve extinguir siglas

As eleições municipais do ano passado marcaram o fim das coligações entre partidos para a escolha dos vereadores. A medida, estabelecida pela emenda constitucional 97/2017, enfraqueceu e até representar o…

Campina limita funcionamento de bares, restaurantes e lojas de conveniência

A prefeitura de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, confirmou que haverá redução no horário de funcionamento de bares e restaurantes do município. A medida acontece em razão do avanço…