A Paraíba o tempo todo  |

“Tenho qualificado meu mandato para qualquer alcance na política”, avisa Pollyana ao ser questionada sobre vice de João

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE


Defensora de um nome do Sertão para figurar na chapa majoritária do governador João Azevêdo, a deputada estadual Pollyana Dutra (PSB) rasgou elogios a atual gestão estadual durante entrevista nesta quarta-feira (04) e não se excluiu das opções que podem ocupar um espaço de vice na chapa majoritária.


Apesar de ressaltar que seu foco é a reeleição na Assembleia Legislativa da Paraíba, Dutra deixou claro que tem experiência de gestão, por ter sido prefeita de Pombal, além de estar qualificando seu mandato para qualquer alcance na política.


“Eu tenho qualificado meu mandato para qualquer alcance na política. Eu tenho uma experiência de gestão, foi numa prefeitura pequena, mas foi estratégica, inclusive fui representar o país na ONU com as experiências exitosas, mas nesse momento eu estou focada no meu mandato. Eu sou deputada estadual, eu preciso avançar em pautas importantes para minha região. Existem gargalos crônicos que precisam estar na pauta administrativa do Governo. Mas o Sertão tem oito deputados, lideranças importantes também. O Sertão se qualificou ao longo do tempo, a maioria do desenvolvimento do estado passa por lá, como Energia Eólica e Solar, o Sertão tem um número quantitativo de pessoas importantes, ou seja, o Sertão tem que estar na sala de discussão e nesse momento eu faço essa leitura pra gente entender esse processo democrático, não na fala, mas no conceito. Mas estou focada na minha reeleição. Mas defendo acima de tudo a composição da chapa seja feita com um elemento de confiança. O governador e o povo da Paraíba precisam ter essa relação de confiança com quem vai estar na chapa. Não é fulanizar. Deve ter conceitos e predicados”, disse.


Mas Pollyana defende cautela na escolha, a qual projeta apenas para 2022. Conforme a deputada, nesse momento a chapa deve pensar em conceito antes de indicação de nomes que, segundo ela, é mais importante que a quantidade de votos ou de uma região. A hora, conforme a parlamentar não é de fulanizar opções, mas sim buscar conceitos e bandeiras.

“As pessoas precisam olhar para chapa e se identificar. Não é porque fulano tem o partido ou o voto de determinada região que tem que estar na chapa de João. Acho que a gente tem que parar um pouco e entender a Paraíba com amplitude maior. O próprio governador que é o dono da bola que vai fazer o gol é que tem que ter maturidade e sensibilidade para entender que a chapa precisa ser democrática/popular com alguém que dialogue com esse campo, não só atendendo critérios pessoais, mas populares dessas bandeiras desse campo de cá”, emendou.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      15
      Compartilhe