O presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), renunciará ao cargo nesta quarta-feira (15). Temer deixará o comando da Casa legislativa em função da diplomação no cargo de vice-presidente da República na sexta-feira (17). Quem responderá pela presidência da Câmara, nestas duas semanas antes do recesso parlamentar, é o vice-presidente, deputado Marco Maia (PT-RS), um dos petistas que pleiteiam comandar a Casa nos próximos dois anos.

Na manhã de hoje, Michel Temer participou de uma missa de ação de graças pelo encerramento dos trabalhos no Congresso. Ele também é o presidente nacional do PMDB. Segundo a assessoria de Temer, a decisão sobre a licença ou a renúncia à presidência do PMDB só será tomada em janeiro. A direção nacional do partido vem debatendo há um tempo sobre sua saída do comando da legenda.

Na semana passada, o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) afirmou que Temer poderia decidir sobre sua situação no partido ainda neste ano. O parlamentar rondoniense disse ainda que o licenciamento do comando peemedebista teria sido “o melhor caminho encontrado”, já que em caso de renúncia o partido teria que convocar eleições no prazo máximo de 60 dias. Raupp é um dos cotados para o comando do PMDB caso Temer se licencie.

Um acordo entre PMDB e PT prevê que os dois partidos façam rodízio na presidência da Câmara, cabendo aos petistas o comando da Casa no primeiro biênio. Na disputa interna, estão os petistas Cândido Vaccarezza (SP), Marco Maia e Arlindo Chinaglia (SP).

 

Congresso em Foco

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Para jornal francês, Congresso é casa de “300 ladrões com título de doutor”

Em longo artigo sobre a composição e a atuação do Congresso Nacional, o jornal francês Le Monde Diplomatique traça um perfil pouco edificante da maior casa do poder legislativo brasileiro.…

Sem acordo com PMJP, Guarda Municipal deve cruzar os braços

A Guarda Municipal de João Pessoa realizou, nesta quarta-feira (21) uma paralisação em protesto contra a falta de diálogo da administração municipal em relação a negociação salarial, João Pessoa paga…