Um dia depois de Geraldo Alckmin assegurar que o PSDB vai apoiar a reforma da Previdência no Congresso, o presidente Michel Temer e o gevernador de São Paulo deram outra demonstração, neste sábado (2/12), de que estão em sintonia.

 

Durante um evento de entrega de residências do Minha Casa, Minha Vida, em Limeira (SP), onde ambos estavam presentes, Temer disse que o desembarque da legenda tucana do governo, para iniciar a corrida presidencial de 2018, será "cortês e elegante". 

 

"O PSDB deu uma grande colaboração ao governo", afirmou Temer, lembrando que o partido ocupou ministérios importantes durante a sua gestão. Alckmin, por sua vez, respondeu: "Presidente, conte conosco. A boa política é buscar entendimento para os problemas do Brasil".

 

Apoio à reforma da Previdência 

 

Na sexta-feira, Alckmin, que se tornou candidato de consenso para presidir a legenda depois da desistência de Tasso Jereissati e Marcone Perillo, afirmou que os tucanos apoiariam a reforma da Previdência de Temer, embora não tenha dado um número de votos com os quais o governo poderia contar.

 

“A Previdência precisa ser reformada porque há dois sistemas e os dois têm deficit”, disse, em entrevista à Rádio Capital, o governador.

 

correiobraziliense

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: João Azevêdo mostra que o “nós” é mais forte que o “eu” na condução da Paraíba

O que se espera de alguém que conduz uma sala de aula de forma exitosa, um técnico de futebol que mostra ao seu time os caminhos para a vitória, ou…

Cida tacha de “infeliz” falas de presidente da ALPB sobre RC

A deputada estadual Cida Ramos, PSB, classificou como infeliz, durante entrevista essa semana, a fala do presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB), que acusou o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) de…