Um dia depois de Geraldo Alckmin assegurar que o PSDB vai apoiar a reforma da Previdência no Congresso, o presidente Michel Temer e o gevernador de São Paulo deram outra demonstração, neste sábado (2/12), de que estão em sintonia.

 

Durante um evento de entrega de residências do Minha Casa, Minha Vida, em Limeira (SP), onde ambos estavam presentes, Temer disse que o desembarque da legenda tucana do governo, para iniciar a corrida presidencial de 2018, será "cortês e elegante". 

 

"O PSDB deu uma grande colaboração ao governo", afirmou Temer, lembrando que o partido ocupou ministérios importantes durante a sua gestão. Alckmin, por sua vez, respondeu: "Presidente, conte conosco. A boa política é buscar entendimento para os problemas do Brasil".

 

Apoio à reforma da Previdência 

 

Na sexta-feira, Alckmin, que se tornou candidato de consenso para presidir a legenda depois da desistência de Tasso Jereissati e Marcone Perillo, afirmou que os tucanos apoiariam a reforma da Previdência de Temer, embora não tenha dado um número de votos com os quais o governo poderia contar.

 

“A Previdência precisa ser reformada porque há dois sistemas e os dois têm deficit”, disse, em entrevista à Rádio Capital, o governador.

 

correiobraziliense

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cartaxo conversa com aliados sobre eleições, mas não abre mão do PV na cabeça de chapa

Durante solenidade na manhã desta segunda-feira (20), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) revelou que iniciará esta semana ao diálogo com os partidos aliados visando as articulações para…

Ruy Carneiro cobra fim da mordomia para filhas de ex-deputados

Com indignação, o deputado federal Ruy Carneiro defendeu nesta segunda-feira (20) o fim imediato dos pagamentos de pensões a 194 filhas solteiras de ex-parlamentares e ex-servidores da Câmara dos Deputados,…