A Paraíba o tempo todo  |

TCE reprova as contas de Salomão Gadelha em Sousa e lhe imputa débito de R$ 2,4 milhões

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Em sessão plenária, na manhã de hoje (8), do Tribunal de Contas do Estado ( TCE), a prestação de contas do ex-prefeito de Sousa, Salomão Gadelha, dos anos de 2001 a 2004 teve parecer contrário a aprovação. O voto do relator do processo, conselheiro Fernando Catão, aprovado por unanimidade, deu-se de acordo com os pareceres da Auditoria e do Ministério Público.

O valor que a prefeitura de Sousa será obrigada a devolver aos cofres públicos por imputação de débito passa de R$ 2,4 milhões,  além do pagamento da multa no valor de R$ 2.805,10.

Em relação às denuncias anexadas ao processo, entre elas o de superfaturamento de obras, o TCE decidiu tomar conhecimento de todas as denúncias sem aplicação de multa e encaminhá-las ao Tribunal de Contas da União.
 

A sessão plenária ainda está em andamento no julgamento de outros processos.

Para acompanhar ao vivo clique aqui

 

PB Agora

 

 

 

 

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe