Líder do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) na Câmara Municipal de João Pessoa, o vereador Aristávora Santos (PTB) disse neste sábado (14) ao Portal PB Agora que a candidatura de Ricardo para o governo do Estado em 2010 é irreversível e quem não estiver, dentro do PSB e da base aliada, aceitando isso terá que deixar o grupo.

“O PSB cresceu assim como o projeto de Ricardo e não tem como ele não entrar nessa disputa neste momento”, afirmou o vereador, prevendo rachas entre o PSB e PMDB.

Para ele, o projeto dos dois partidos se choca em 2010. “O projeto do PMDB de Maranhão e Veneziano (prefeito de Campina) é comum ao do PSB com Ricardo Coutinho, então não se tem como manter essa aliança por muito tempo”, declarou o vereador.

Internamente, Tavinho disse que o PSB também que resolver divergências. A mais importante delas é a com o deputado federal Manoel Júnior, que recentemente andou trocando farpas com Edvaldo Rosas, vice-presidente do PSB paraibano. Júnior discorda de qualquer aproximação do PSB com o projeto do governador Cássio Cunha Lima (PSDB). E não defende abertamente a candidatura de Ricardo, mas “ a união das forças de oposição na Paraíba”.

“Manoel Júnior terá que acompanhar as idéias do PSB”, declarou.
 

PB Agora

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Hervázio diz que “jamais vai se colocar como um conspirador” no PSB

Ex líder do governo na Assembleia Legislativa no governo de Ricardo Coutinho (PSB), o deputado licenciado e secretário de Esportes, Juventude e Lazer da Paraíba, Hervázio Bezerra (PSB), disse que…

Veneziano lamenta decisão de Bolsonaro de reter recursos da transposição 

Em pronunciamento na Tribuna do Senado, o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) repudiou a postura do Governo Federal de descumprir um compromisso com o governador João Azevedo (PSB), e…