Atual suplente de senador da República e também presidente do PTC em João Pessoa, o ex-vereador, Tavinho Santos, entrou em contato com a reportagem do PB Agora, no início da tarde desta quarta-feira (09), para rebater as insinuações de um grupo de sócios do Clube Cabo Branco, que o acusa de tentar utilizar a instituição com fins eleitoreiros com vistas às eleições de deputado estadual de 2014.

Em um breve resumo sobre sua passagem pelo Clube, Tavinho Santos rememorou que é associado à instituição desde o ano de 1984, completando em 2013, quase 30 anos de filiação e, neste mesmo período, já presidiu o Conselho da entidade e atualmente é vice-presidente do Clube pela segunda vez.

“Eu estou no Clube há quase 30 anos, sou atleta, todas as terças e quintas estou participando dos debates e aos sábados marco presença no jantar dançante do Clube. Sou atual vice-presidente e como tal, cotado para suceder o presidente Antônio Toledo, ou seja, eu sou candidato para presidir o Clube como candidato do grupo e pelo processo natural da escolha, não por interesses eleitoreiros, até porque nunca precisei do Clube para fazer política durante todos esses anos”, avisou.

Tavinho lembra que atua na política há mais de 20 anos e nunca precisou do Clube para angariar votos.

“Nos momentos mais difíceis do Clube eu estive lá , ao lado dos meus amigos, salvamos o Cabo Branco da falência, nesse período fui vereador, presidi a Câmara Municipal, sou suplente de senador e presido o PTC e nunca precisei do Clube para ser político, acredito que isso é muito desespero desse grupo de sócios que chegaram ao clube há pouco tempo, pois eu, diferente de muitos, vivo o cotidiano do clube”, destacou.

Para Tavinho, Antonio Toledo é o principal responsável pela sobrevivência do Clube Cabo Branco

“O presidente Toledo é o grande responsável pela sobrevivência do Clube, que lutou ao lado das pessoas que fazem parte do Conselho e das pessoas que acreditam nele, então eu pergunto onde é que estavam esse grupo de filiados, que hoje critica o presidente, nos momentos mais difíceis da instituição”, disse.

Tavinho fez questão de esclarecer que sempre foi político e não teria por que usar o Clube para a política partidária. “Minha candidatura à presidência do Clube não tem fins eleitoreiros visando a disputa de 2014, até porque político eu já sou, mas tenho identidade com o Clube, me identifico com o esporte e tenho a condição natural de candidato para presidir a entidade também”, rebateu.


ENTENDA

Na manhã de hoje o portal PB Agora publicou uma carta encaminhada por um grupo de sócios do Clube Cabo Branco que questionava a candidatura de Tavinho Santos para presidir o Clube. Eles alegam que a presidência da instituição pode se transformar em um verdadeiro comitê eleitoral do ex-vereador, já que Tavinho Santos expressa o desejo de postular uma vaga de deputado estadual nas eleições do ano que vem.

Márcia Dias


PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19: deputado vê feiras livres e lotéricas como pontos de contágio

O deputado estadual Anísio Maia (PT) alertou que os municípios não podem se omitir da responsabilidade no disciplinamento das feiras livres e das filas das lotéricas/bancos para evitar a aglomeração…

Maior hospital de CG começa a ser preparado para receber pacientes com coronavírus

Com as expectativas dos setores da saúde pública mundial e nacional do crescimento de casos do coronavírus no Brasil, o sistema de saúde pública do Estado da Paraíba, já se…