O ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana, deve ter seus direitos políticos suspensos na próxima sexta-feira, 23, em uma sessão extraordinária da Câmara Municipal.

A punição ao ex-gestor, que renunciou ao cargo no dia 16 de outubro, é resultado de uma comissão processante instaurada no âmbito do poder legislativo cabedelense e que identificou no curso do processo a existência de infrações político-administrativas.

O advogado de Leto Viana, Jovelino Delgado, foi notificado hoje da realização da sessão extraordinária por um funcionário da Câmara.

No fim de semana, Jovelino chegou a distribuir uma nota à imprensa para desmentir que seu cliente tivesse celebrado um acordo de delação premiada na Operação Xeque-Mate, que apura um escândalo de corrupção a partir da prefeitura de Cabedelo, incluindo a compra do mandato do ex-prefeito, Luceninha, para que Leto, que está preso, chegasse ao poder.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Gervásio sai em defesa de decisão do PSB de pedir mandato de João

O deputado federal Gervásio Maia Filho, vice-presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na Paraíba, afirmou nesta quinta-feira (5) apoiar a decisão anunciada pela Executiva nacional do partido tomada contra…

Vídeo: fuxicos sobre não ter legenda em 2020 teriam ‘envenenado’ RC

A avaliação que o governador João Azevêdo fez sobre os motivos que levaram o ex-governador Ricardo Coutinho, do PSB, a agir da forma que agiu fazendo com que a crise…