Por pbagora.com.br

O segundo suplente de vereador do PSL no município de João Pessoa, Gilmar Batista da Silva, ingressou com uma Ação no Tribunal Regional Eleitoral pedindo a cassação do mandato do vereador Lucas de Brito por infidelidade partidária. A ação também tem como alvo o primeiro suplente Felipe Leitão.

O argumento é de que os dois mudaram de partido sem justa causa.

O relator do processo é o juiz Antônio Carneiro, que na fase inicial indeferiu o pedido de antecipação de tutela. “Não sendo a hipótese de antecipação dos efeitos da tutela, indefiro o pedido”, escreveu o magistrado.

Ele mandou citou as partes para apresentar defesa.

 

Os Guedes

Notícias relacionadas

Prefeita de Conde diz não ter parentes na gestão e rebate denúncia de nepotismo

A prefeita de Conde, Karla Pimentel, rebateu, neste domingo (16), denúncia feita ao Ministério Público Estadual (MPPB) de suposta prática de nepotismo e contratação de servidores fantasmas na Prefeitura da…

Inclusão social: João entrega ginásio do Instituto dos Cegos

O governador João Azevêdo esteve, nesta segunda-feira (17), no Instituto dos Cegos da Paraíba Adalgisa Cunha (ICPAC), em João Pessoa, ocasião em que entregou o ginásio paradesportivo José Belarmino de…