PREJUÍZO: Sudema paralisa convênio firmado junto a Petrobras no valor R$ 1 milhão e pode inviabilizar gestão de Ricardo Coutinho a partir de 2011

 

A Superintendência de Administração do Meio Ambiente do Estado da Paraíba (Sudema) está sendo acusada de pôr em risco um convênio firmado junto à Petrobrás, através da empresa TNS-empresa de transporte de combustíveis da Petrobras no valor de R$ 1 milhão.

O convênio que já conta com seis aditivos vai terminar no dia 31 de dezembro deste ano, todavia, não poderá contar mais com prazo para novos aditivos.

A diretoria técnica da Sudema, comandada pela técnica Ana Lúcia Espínola está sendo acusada de engavetar o processo de pagamento da empresa vencedora da licitação mesmo após ter concluído todos os serviços e entregue todo material licitado.

Segundo informações obtidas pelo portal PB Agora, este pagamento trata-se da contrapartida do Estado que, não  quitando, ficará inadimplente no convênio.

Caso não haja solução até o prazo previsto, o Estado terá que devolver a TNS à cifra onde grande parte foi aplicada e comprovada os gastos restando somente à comprovação de R$ 153.000,00 que faltaram ser comprovados.

Este fato, de acordo com informações de técnicos na área será responsável por causar problemas futuros do Estado em firmar novos convênios com o órgão federal.
 

 

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereadora acusa colega de desconhecer regimento da CMJP ao apresentar projeto contra atletas trans

Ao se unir a entidades LGBT e feministas a vereadora pessoense Sandra Marrocos (PSB), acusou a colega de parlamento vereadora Eliza Virgínia (PP), de desconhecer o regimento da casa ao…

2020: deputado aliado de João defende a unificação da oposição em CG

Pré candidato a prefeito de Campina Grande, o deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB), defendeu, nesse fim de semana, a unificação da oposição para enfrentar o candidato a ser apresentado pelo…