Por pbagora.com.br

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), através da ministra Laurita Vaz, deferiu liminar à defesa do ex-governador Ricardo Coutinho determinando que o pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba analise o sequestro de até R$ 134 milhões determinado pelo desembargador Ricardo Vital no âmbito da Operação Calvário.

Contra a decisão do TJPB a defesa ingressou com o recurso de Agravo, mas o relator não o conheceu por entender que o Regimento Interno do TJPB não prevê esse possibilidade.

Em decorrência disso a defesa impetrou habeas corpus no STJ, porém ontem, Laurita Vaz concedeu a liminar para determinar que o relator submeta o agravo de Ricardo Coutinho ao plenário do TJPB para que o colegiado possa julgar se há ilegalidade nesse sequestro.

PB Agora

Notícias relacionadas

Giro pelos Bairros: Olimpio visita o Conjunto Altos de Campina e recebe demandas apresentadas pelos moradores

O vereador campinense Olimpio Oliveira dando sequência, a uma maratona de visitas que está fazendo em todos os bairros de Campina Grande, esteve nesta segunda (01.03), visitando os moradores do…

Mikika articula licença da CMJP para beneficiar suplente Marcelo da Torre

O vereador Mikika Leitão, do MDB, confirmou nesta segunda-feira (1º) que deve se licenciar do mandato na Câmara Municipal de João Pessoa até junho desse ano. A informação foi divulgada…