Por pbagora.com.br

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Tofolli negou o pedido de suspensão de liminar apresentado pelo prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima para retorno ao cargo no Executivo municipal.

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Antônio Saldanha, já havia negado a liminar para retorno do gestor ao cargo em 28 de maio deste ano.

A justificativa do presidente do STF, é de que “os argumentos apresentados pelo ora requerente evidenciam não uma pretensão de caráter suspensivo, mas sim rescisório, incoerente com os estreitos limites desta via de contracautela, a revelar, inclusive, a tentativa indevida do uso desta via como sucedâneo de recurso”.

Berg foi afastado cautelarmente do cargo em 20 de maio, após determinação do desembargador Joás de Brito Pereira Filho.

A acusação é de que Berg teria orquestrado um esquema de distribuição de cargos na administração pública do município, para aliados políticos e seus indicados, que não desempenhavam regularmente suas funções.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ex-namorada que denunciou agressão coloca nome à disposição para disputar com Tyrone, em Sousa

A advogada Myriam Gadelha, filha do falecido ex-prefeito da cidade de Sousa, Salomão Gadelha e ex-namorada do atual gestor da cidade, Fábio Tyrone, revelou na manhã desta sexta-feira (07) durante…

Análise – Estariam Cícero Lucena e RC inelegíveis para 2020? Espalham que sim. Mas…

Partidários de Luciano Cartaxo (PV) e de Nilvan Ferreira (MDB) espalham por aí que, tanto Cícero Lucena (PP) como Ricardo Coutinho (PSB) estariam inelegíveis para as eleições municipais deste ano.…