A tão propalada impugnação de Cássio Cunha Lima (PSDB) no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) e no Tribunal Superior Eelitral (TSE) não para de render novos fatos. Na tarde dessa segunda-feira (29) o tucano recebeu mais uma pancada da Justiça.

Cássio esperava a aprovação do recurso de admissibilidade pelo presidente do TSE ministro Ricardo Lewandowski, que, caso fosse favorável, permitiria o processo subir ao STF. No entanto, a Procuradoria Geral Eleitoral e o Ministério Público Federal acabam de de proferir recomendação contrária.

O processo pode ser visto no site da PGE sob o número 459910.

Embargos foram rejeitados

Na semana passada, os ministros do TSE rejeitaram por maioria (6 a 1) os embargos declaratórios protocolados pelos advogados de Cássio Cunha Lima.

Na ocasião, o objetivo dos representantes jurídicos do tucano foi esclarecer alguns aspectos a respeito da última decisão da corte, também desfavorável, e assim fundamentar melhor o recurso visando ida da ação ao STF.

A defesa do tucano disse que mantém a esperança de validar o registro de candidatura de Cássio na próxima tentativa.

“Continuamos com a convicção de que o Supremo corrigirá o engano e garantirá o voto de mais de 1 milhão de paraibanos”, ressaltou Harrison Targino.

 

Redaçao

com Manchete da Hora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Procurador comenta supostas ameaças de prefeito do Sertão a moradores de Quilombola

Uma denúncia formulada junto a Ministério Público Federal (MPF), por meio do procurador do MPF em Patos, Djalma Feitosa, está ganhando repercussão na mídia sertaneja. Trata-se que moradores do Quilombola…

“RC pode sair mais forte”, diz Lula sobre investigações da Calvário sobre o socialista

Numa entrevista neste domingo (26), ao site ao Uol, o ex-presidente Lula (PT) disse que o ‘companheiro’ e ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), pode sair da Operação Calvário ainda…