O líder da oposição na Assembleia, Bruno Cunha Lima (PSDB), e o líder do governo na Casa, Hervázio Bezerra (PSB), uniram os pensamentos e concordaram em descartar a tese defendida pelo ex-governador da Paraíba, Roberto Paulino (PMDB). O peemedebista deu declarações afirmando não achar impossível que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), voltem a estar no mesmo palanque nas eleições de 2018.

Para o líder da oposição, Bruno Cunha Lima, essa tese, além de improvável seria impossível. Bruno avaliou a união ocorrida em 2010 entre o tucano e o socialista como um erro para o PSDB. "O problema não é errar, é reincidir no erro e isso aí nós não vamos fazer. Esse erro nós não vamos cometer, de estar no mesmo palanque que Ricardo", garantiu o deputado.

O líder de RC na ALPB, Hervázio Bezerra, entende que estas duas frentes políticas atuam em lados opostos no estado. "Em função do momento atual, esses campos estão perfeitamente definidos. O partido dele [Roberto Paulino] é que está buscando apoio de um lado e de outro", alfinetou o socialista.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Áudio revela articulação de Bolsonaro para tirar líder do PSL

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi gravado nesta quarta-feira à tarde pedindo o apoio de deputados da legenda para destituir o líder do partido na Câmara, Delegado Waldir, que acabou…

Aguinaldo Ribeiro diz que momento é ideal para a entrega da Reforma Tributária ao Brasil

O relator da Reforma Tributária na Câmara e líder da maioria na Casa, deputado Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) participou de um debate promovido pela Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon) onde…