O líder da oposição na Assembleia, Bruno Cunha Lima (PSDB), e o líder do governo na Casa, Hervázio Bezerra (PSB), uniram os pensamentos e concordaram em descartar a tese defendida pelo ex-governador da Paraíba, Roberto Paulino (PMDB). O peemedebista deu declarações afirmando não achar impossível que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), voltem a estar no mesmo palanque nas eleições de 2018.

Para o líder da oposição, Bruno Cunha Lima, essa tese, além de improvável seria impossível. Bruno avaliou a união ocorrida em 2010 entre o tucano e o socialista como um erro para o PSDB. "O problema não é errar, é reincidir no erro e isso aí nós não vamos fazer. Esse erro nós não vamos cometer, de estar no mesmo palanque que Ricardo", garantiu o deputado.

O líder de RC na ALPB, Hervázio Bezerra, entende que estas duas frentes políticas atuam em lados opostos no estado. "Em função do momento atual, esses campos estão perfeitamente definidos. O partido dele [Roberto Paulino] é que está buscando apoio de um lado e de outro", alfinetou o socialista.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: RC vê conotação política em escritório arrombado. Acha que há mandantes

Em resposta a questionamentos da coluna, o presidente da Fundação João Mangabeira e ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), disse, na madrugada deste domingo (18), não ter dúvidas de que…

“Não aceito essa intervenção no PSB”, dispara João Azevêdo

“Não aceito essa intervenção. Não aceito o presidente dissolver o diretório e depois ligar para mim para uma conversa”. A declaração foi dada nesta segunda-feira (19) pelo governador João Azevêdo…