Por pbagora.com.br

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Bayeux (Sintramb) repudia o mais novo desmando da prefeita de Bayeux, Luciene Gomes. No Diário Oficial do município, publicado na terça-feira (23), a prefeitura suspende, até 30 de setembro, o direito dos servidores a férias e licenças. A decisão atinge todos os servidores da Administração Pública direta e indireta.

Para Germana Vasconcelos, presidente do Sintramb, a decisão retira direitos básicos dos servidores. “Mais uma vez os servidores de Bayeux são atacados pela gestão Luciene Gomes. A atitude da prefeita é um ato de desespero por conta do inchaço da folha de pagamento provocado pela própria Luciene”, afirmou.

De acordo com o Diário, para atacar os direitos dos servidores municipais, Luciene usa como argumentos o Estado de Emergência em Saúde Pública, decreto pelo Ministério da Saúde, de Situação de Emergência, do governo da Paraíba, e o cenário epidemiológico de Bayeux diante da pandemia do novo Coronavírus. A cidade está classificada como nível “Laranja”, o segundo mais crítico do Plano Novo Normal, do governo estadual.

Segundo Germana, os reais motivos não são esses. “A prefeita está loteando vários cargos na administração, gerando um acréscimo grande na folha salarial. Agora, querem economizar a todo custo. Tudo está sobrando para os servidores ativos. Mais um absurdo na gestão atual da prefeitura de Bayeux”, disse.

Germana lembra que, na época eleitoral, a prefeita revogou uma decisão parecida do ex-prefeito da cidade, Berg Lima. “Quando ela assumiu a gestão, antes da Eleição de 2020, nós conversamos com Luciene. Ela revogou o artigo de Berg e devolveu ao servidor o direito a férias e licenças. Ela até pagou as férias atrasadas do Magistério, mas ainda não quitou dos demais servidores desde março de 2020. Naquele momento, ela dialogou. Hoje, comete o mesmo ataque que havia condenado”, concluiu.

O Sintramb está conversando com o Jurídico e tomará todas as providências judiciais necessárias para restabelecer esses direitos básicos aos servidores de Bayeux, que já sofrem com outros inúmeros descasos por parte da administração municipal. O Sindicato, que se caracteriza pela sua luta incessante há 30 anos, continuará buscando melhores condições para quem faz Bayeux continuar funcionando para melhor atender seus habitantes.

Assessoria

Notícias relacionadas

Veneziano elogia trabalho de João: “Estado não está nas mãos de uma pessoa aventureira”

O senador paraibano Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), em entrevista à emissora de rádio de João Pessoa nesta terça-feira (13), demonstrou sua admiração pela gestão feita na Paraíba pelo governador…

Análise – Sete nomes e uma vaga: movimentação de bastidores aponta os cotados para vice de João

O processo para a escolha de um vice em qualquer das três esfera do poder Executivo exige diálogo, paciência, e claro: alguém que comungue ideais políticos, administrativos e ideológicos similares…