Por pbagora.com.br

Lotada na Procuradoria-Geral do Estado, a servidora Maria Laura Caldas de Almeida Carneiro, foi presa preventivamente, nesta terça-feira (30), no bojo da operação Calvário. Nesta quarta fase da operação, este foi o único mandado de prisão expedido.

Ao todo, além da prisão, estão sendo cumpridos 18 mandados de busca e apreensão, sendo dois relacionados a endereços atribuídos à servidora.

Laura também foi alvo de mandados cumpridos na terceira etapa da operação, quando foram apreendidos, na casa dela, tiras destinadas ao embalar dinheiro.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços relacionados ao agora ex-procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, cumpridos em casa e no trabalho.

Ainda durante a terceira fase da Operação o esposo da servidora, Josildo de Almeida Carneiro – agente condutor de veículos – também havia sido alvo de um mandado de busca e apreensão.

A Operação Calvário, no Estado da Paraíba, investiga núcleos de uma organização criminosa comandada por Daniel Gomes da Silva, que é responsável por desvio de recursos públicos, corrupção, lavagem de dinheiro e peculato, através de contratos firmados junto a unidades de saúde do Estado, com valores chegando a R$ 1,1 bilhão, possuindo atuação em outras unidades da federação, e exemplo do Rio de Janeiro
 

Redação

 

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Notícias relacionadas

Veneziano debate prioridades do orçamento de 2021 para a Paraíba

O senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) participou da reunião da bancada federal realizada na manhã desta quarta-feira (24/02), no Plenário 2 da Câmara dos Deputados, em Brasília. O encontro…

Covid-19: Damião apresenta melhora e deixa UTI do Sírio Libanês, em Brasília

O deputado federal Damião Feliciano, do PDT, que está internado há uma semana em tratamento contra a Covid-19 apresentou melhora e deixou a UTI do Hospital Sírio Libanês, em Brasília,…