A Paraíba o tempo todo  |

Serra deveria usar capacete para fazer campanha, diz Lula

No dia em que completa 65 anos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a ironizar o episódio em que o presidenciável José Serra (PSDB) foi atingido por uma bolinha de papel e, depois, por uma bobina de fita adesiva, durante ato político no Rio de Janeiro.

Em discurso na solenidade oficial da Presidência em Itajaí, Lula disse que Serra deveria usar capacete para se proteger de bolas de papel. Parte da plateia era composta por estivadores que usavam capacetes.

"Se o nosso adversário estivesse com um chapéu desse, não tinha batido o papel. É importante que daqui para a frente, nas campanhas políticas, a gente utilize capacete. Eu não vou voltar a ser candidato, mas se um dia eu fosse, eu iria usar capacete", ironizou o presidente.

Na semana passada, um dia após o tumulto entre petistas e tucanos no ato de campanha de Serra no Rio, Lula chamara a agressão explorada por Serra no programa de TV de "farsa".

TUMA

Durante a solenidade, o presidente Lula pediu um minuto de silêncio à plateia em homenagem à memória do senador Romeu Tuma (PTB-SP), que morreu ontem.

No discurso, Lula relembrou os 31 dias que ficou preso quando era dirigente sindical em 1980. Na época, o então delegado Tuma dirigia o Dops (Departamento de Ordem Política e Social).

Lula disse que Tuma o tirava à noite da cadeia para que visitasse a mãe, que sofria de câncer, e depois permitiu sua saída para acompanhar o funeral dela.

 

 

Folha

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe