Posse de Dilma terá vocalista do Pato Fu e custará R$ 1,5 mi

Uma série de shows deverá embalar o público que estiver em Brasília para acompanhar a posse da presidente eleita Dilma Rousseff (PT) no próximo dia 1º de janeiro. As cinco apresentações agendadas são de cantoras, em uma homenagem à primeira mulher eleita presidente da República.

Na lista de cantoras estão dois nomes curiosos: o de Fernanda Takai, vocalista da banda Pato Fu, que foi indicada pela então candidata Dilma Rousseff, em seu microblog, no momento em que seus adversários participavam de debate na Rede Canção Nova, no dia 23 de agosto.

Outra artista escalada para o show é Elba Ramalho, que em 2002 participou da campanha tucana e este ano precisou negar sua participação na campanha de José Serra, depois que a batida da música "Bate Coração" foi usada como jingle no programa do candidato.

Além das duas, também devem se apresentar no palco que será montado na Praça dos Três Poderes Zélia Duncan, Mart’nália, e Gabi Amarantos. Os shows devem começar por volta das 18h30, depois do discurso que Dilma fará no parlatório do Palácio do Planalto. A nova presidente não deverá acompanhar os shows, pois sua agenda prevê para o horário um coquetel no Palácio Itamaraty, com a presença de autoridades estrangeiras.

O Ministério da Cultura está organizando a programação do dia 1º de janeiro e destinou R$ 1,5 milhão para os eventos, valor que inclui cachês, transporte e estrutura. Além dos shows, também devem ser montadas tendas no gramado da Esplanada dos Ministérios para apresentações de cultura popular.

O público esperado para o dia da posse é de 70 mil pessoas.

 

Do Terra

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sem mandato, Cássio garante que continuará colaborando com a Paraíba e classifica como remota tese de disputar PMCG

Sem mandato há seis meses, o ex governador e ex senador Cássio Cunha Lima (PSDB), praticamente afastou a possibilidade de disputar a prefeitura de Campina Grande nas eleições do próximo…

TRF-5 deve retomar julgamento de processo contra Enivaldo Ribeiro

Nos próximo 15 dias deverá ser retomado, pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), o julgamento do processo da Operação Sanguessuga envolvendo o vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro.…