Por pbagora.com.br

A importância de lutar pela igualdade de direitos entre homens e mulheres foi registrada pelos senadores Nilda Gondim (MDB-PB) e Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta segunda-feira (08). Os senadores direcionam as homenagens, em especial, às mulheres que “atuam diretamente no combate a covid-19, às mulheres chefes de família, às mulheres negras e às mulheres vítimas de violência doméstica durante a pandemia”.

Segundo Nilda, o dia representa as conquistas das mulheres na sociedade, as lutas pelo voto feminino, por direitos civis, por representatividade política e por igualdade. “Neste dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher, apesar da violência contra a mulher, nós temos algo a comemorar. Há poucos dias fizemos uma parceria com a Defensoria Pública para a Casa da Mulher Brasileira, um equipamento de atendimento humanizado que facilitará o acesso a serviços especializados para garantir condições de enfrentamento à violência doméstica e autonomia econômica das mulheres, que oferecerá o acolhimento, psicológico, social e jurídico, ou seja, vai ser uma casa que terá todos esses instrumentos em defesa da mulher. Parabéns mulheres continuem vencendo todos esses desafios”, disse Nilda, sobre a destinação sua e de Veneziano de emendas que totalizam R$ 500 mil de incremento para a instalação do equipamento. Veja o depoimento da senadora: https://youtu.be/h7NBsGjnTP0

A senadora lembrou ainda dados do Anuário da Segurança Pública na Paraíba, da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Sesds), segundo os quais foram registrados 93 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) com vítimas do sexo feminino na Paraíba em 2020. Foram 20 a mais do que os ocorridos em 2019, com 73 mulheres. O chamado CVLI inclui os crimes de homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte e roubo com resultado morte (conhecido como Latrocínio). Conforme o levantamento, dos 93 Crimes Violentos Letais Intencionais ocorridos entre as mulheres no estado, 39% destes (36 vítimas) foram feminicídios. Estes números foram menores do que os de 2019, quando 52% dos Crimes Violentos Letais Intencionais ocorridos entre as mulheres na Paraíba eram feminicídios.

Para o senador Veneziano, a data é um marco da luta das mulheres por igualdade e respeito. O parlamentar emedebista lembrou também o tratamento desigual que ainda existe na sociedade, em que, muitas vezes, o mercado de trabalho, por exemplo, oferece salário menor para mulheres cumprirem funções equivalentes às dos homens. “Neste dia, solicito que nos engajemos mais na luta pela liberdade e pela conquista de direitos. E que continuemos firmes nessa luta. Eu estou no Congresso sempre lutando por essa causa”, afirmou Veneziano, direcionando as homenagens, em especial, às mulheres que “atuam diretamente no combate a covid-19, às mulheres chefes de família, às mulheres negras e às mulheres vítimas de violência doméstica durante a pandemia”.

 

Assessoria de comunicação

Notícias relacionadas

Ao PB Agora, Ludgério fala sobre pós covid e faz desabafo: “Estou renascendo”

Ter se curado da Covid-19 não significou o fim da luta contra a doença para o deputado estadual Manoel Ludgério (PSD). Ele foi diagnosticado com o vírus no começo de…

Bruno encaminha empréstimo de R$ 75 milhões junto ao Banco do Nordeste

O prefeito Bruno Cunha Lima recebeu na manhã desta quinta-feira, 15, dirigentes do Banco do Nordeste (BNB). Durante a visita de cortesia, Bruno tratou com os representantes do banco oficial…