Por pbagora.com.br

Diferentemente da jornalista paraibana Rachel Shererazade, que comparou as escolhas do presidente Jair Bolsonaro (PSL) para ocupar os ministérios a uma junta militar, o senador paraibano, José Maranhão (MDB) evitou comentar o assunto ou cutucar algumas das indicações. Pela tangente, o emedebista, que chegou a liberar os filiados para votarem em Bolsonaro, mesmo o MDB tendo candidato no páreo, disse que deseja apenas que o futuro governo acerte.

"A escolha diz respeito basicamente a visão do governo, eu não conheço a maioria dos escolhidos pelo presidente Bolsonaro, de maneira que não posso fazer esse tipo de avaliação, mas o que posso dizer é que estou desejando que o governo acerte, que o Brasil precisa de alguém capaz de equacionar e solucionar os seus problemas mais graves", disse.

 

PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Bruno encaminha empréstimo de R$ 75 milhões junto ao Banco do Nordeste

O prefeito Bruno Cunha Lima recebeu na manhã desta quinta-feira, 15, dirigentes do Banco do Nordeste (BNB). Durante a visita de cortesia, Bruno tratou com os representantes do banco oficial…

Ao PB Agora, Ludgério fala sobre pós covid e faz desabafo: “Estou renascendo”

Ter se curado da Covid-19 não significou o fim da luta contra a doença para o deputado estadual Manoel Ludgério (PSD). Ele foi diagnosticado com o vírus no começo de…