Por pbagora.com.br

A volta do ex-senador Ney Suassuna (PRB) ao cenário político paraibano, desta vez como primeiro suplente de Veneziano Vital do Rêgo (PSB) na disputa por uma vaga no Senado, aumentou o número de desistência de suplentes do socialista e do candidato ao Senado Roberto Paulino (MDB). A substituição de Ney Suassuna pelo empresário João Teodoro (Democratas) já foi apresentada ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) para avaliação da Corte eleitoral.

João Teodoro não foi o primeiro suplente a desistir do sonho de chegar ao Senado em uma eventual eleição e licença de Veneziano. Inicialmente, o 1º suplente indicado para compor a chapa com o socialista,encabeçada pelo candidato a governador João Azevedo (PSB), foi Edvaldo Rosas (PSB).

Rosas foi substituído pelo presidente licenciado do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI), João Teodoro, com a esposa de Wilson Santiago, Maria Suely Alves de Oliveira Santiago (PTB), ocupando a segunda suplência. Agora, João Teodoro saiu da disputa, trazendo de volta a vida pública Ney Suassuna.

A chapa que tem Veneziano Vital do Rêgo como primeiro senador, só perde para a chapa encabeçada por José Maranhão (MDB, e que tem como candidato ao Senado, o ex governador Roberto Paulino (MDB).

Intitulada de “puro sangue” e que tem apenas um candidato ao Senado, a chapa já teve diversas mudanças. Inicialmente foi anunciado como suplente de senador a ex-deputada Olenka Maranhão (MDB).

Após a convenção que homologou as candidaturas, mais dois nomes foram confirmados para a vaga, descartando Olenka do páreo. Entraram na disputa  Igor Fialho (MDB), que é economista e advogado, e Celso Alves (MDB), assessor parlamentar do deputado Raniery Paulino.

Seis dias se passaram, desde a convenção, e uma nova mudança voltou a ser registrada.

Com a campanha em pleno andamento e a data das eleições se aproximando, o MDB anunciou como suplentes de senador o ex-deputado e empresário Mikika Leitão (MDB) para a primeira vaga e o também ex-deputado Ariano Fernandes (Patriota) para a segunda vaga de suplente. A estratégia do MDB foca, principalmente, no eleitoral do Sertão e do Vale do Mamanguape, representando uma jogada de reforço na campanha majoritária.

PB Agora

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – Sucessão: os prós e os contras em torno de Edilma, a escolhida pré-candidata pelo critério do cunhadismo

Como se não bastasse as derrotas que o seu grupo político vem acumulando nas últimas eleições, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), achou por bem de apostar no…

PBAgora/Datavox: gestão João é aprovada por 58,2%, em Princesa

A gestão do governador João Azevêdo (Cidadania) é aprovada por 58,2% da população do município de Princesa Isabel. Os números são resultados da pesquisa Datavox/PB Agora realizada na cidade, entre…