Por pbagora.com.br

O segundo turno das eleições municipais está ocorrendo de forma tranquila em João Pessoa neste domingo (29). De acordo com o último relatório de ocorrências do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), até às 12h30 apenas uma ocorrência havia sido registrada na Capital. A votação começou as 7h e se estende até as 17h.

A única ocorrência registrada até então foi o atolamento de papel na impressora de uma sessão. O problema foi corrigido com um ajuste ou troca da bobina de papel. Não houve nenhum registro de crime eleitoral até então.
A Polícia Militar garante clima de tranquilidade e normalidade no no segundo turno na Capital.

De acordo com o PM estão espalhados pelas ruas da capital paraibana 718 policiais, divididos em 212 viaturas. “É importante frisar que todos os locais de votação estão devidamente policiados”.
Já em relação as tradicionais comemorações após a apuração das urnas, a PM conclma que as pessoas evitem aglomerações.

Pelo menos 522.269 eleitores estão aptos a irem às urnas para escolher o prefeito de João Pessoa no segundo turno das eleições municipais de 2020. João Pessoa foi o único dos 223 cidades paraibanos que está realizando o segundo turno. A disputa está sendo entre os candidatos Cícero Lucena (Progressistas) e Nilvan Ferreira (MDB).
A eleição é atípica e marcada por restrições devido à pandemia de Covid-19. As mesmas medidas adotadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no primeiro turno estão sendo mantidas no segundo para evitar aglomerações. O horário de votação, por exemplo, foi ampliado em uma hora.

A capital paraibana conta também com 1.590 seções eleitorais, 212 locais de votação e com o trabalho de 6.360 mesários.

Para votar, os eleitores de João Pessoa precisam estar de máscara, levar a própria caneta e o documento de identidade. As medidas foram estabelecidas pelo TSE como forma de prevenção ao novo coronavírus.

Entre as orientações também estão a limpeza das mãos com álcool em gel antes e depois da votação, e o distanciamento mínimo de um metro entre os eleitores e mesários.

PB Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Opinião: Marmuthe Cavalcanti dissemina fake news sobre agência da CEF no Valentina

Certa vez o filósofo grego Aristóteles, com toda sua sapiência disse: “Que vantagem têm os mentirosos? A de não serem acreditados quando dizem a verdade”. Pois bem, o vereador de…

Opinião: com perfil parecido ao de Collor, Bolsonaro pode ter o mesmo destino do “caçador de marajás”

A primeira eleição direta para presidente da República após a ditadura militar elegeu, em 1990, o mais jovem presidente que o país já teve. O ex- governador de Alagoas, Fernando…