Por pbagora.com.br

O secretário de Estado da Saúde, José Maria de França, assegurou ao PB Agora que vai apurar a fundo, através de um inquérito administrativo, a denúncia sobre nepotismo e irregularidades contratuais promovidas pela direção do Hospital Regional de Cajazeiras e ameaçou demitir o diretor Antônio Fernandes do cargo, caso fiquem confirmadas as informações.

José Maria de França, que garante ter ficado surpreso com a informação,  disse que até a próxima semana já deverá ter um relatório sobre os supostos desmandos administrativos do Hospital Regional de Cajazeiras. Segundo denunciou o PB Agora, além de ter nomeado a irmã Josefa  Fernandes para a Tesouraria da unidade hospitalar, o diretor fechou contrato com laboratório do qual é sócio na cidade.

Segundo denúncia de  Feliciana Lacerda, proprietária do Laboratório Isac Lordão, que prestava serviço ao Hospital por força de uma licitação, Antônio Fernandes ignorou o convênio legalmente firmado anteriormente e fez um “contrato de urgência” com o Centralab, de Luciano Nóbrega, sócio dele na empresa.

Para o secretário José Maria de França, a denúncia é gravíssima e o diretor está passivo de demissão. França negou que Antonio Fernandes seja indicação política do deputado estadual Jeová Campos (PT), mas sim apontado pela Universidade Federal de Campina Grande.

PB Agora
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Oito leis aprovadas: Wilson Filho foi um dos que mais trabalhou em 2020 pela saúde na pandemia

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) fez um balanço de suas ações em 2020 no combate à pandemia do novo coronavírus. O parlamentar foi um dos mais produtivos da Assembleia…

Políticos repudiam postura de Ney ao supostamente estirar dedo para Maranhão

Políticos paraibanos reagiram com indignação a postura do senador Ney Suassuna, que supostamente teria gesticulado com gesto ‘pejorativo’ ao falar da evolução do quadro de saúde do senador José Maranhão…