A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, possível candidata do PT à Presidência da República, disse nesta terça-feira (9), em evento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em Governador Valadares (MG), que não vê problemas em fazer comparações com governos anteriores.

 

“Se quiserem comparar, vamos comparar. Número por número, casa por casa, escola por escola, emprego por emprego. Temos orgulho do governo e do nosso líder que nos governa que é o presidente Lula”, afirmou, sem fazer referência direta à oposição.

 

Na segunda-feira (8), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que Dilma “não é um líder, é reflexo de um líder” e que, para ele, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), tem melhor trajetória política do que Dilma. O ex-presidente afirmou ainda que está disposto a comparar as gestões tucana e petista no governo federal desde que isso seja feito dentro do “contexto”.
 

No discurso, Dilma voltou a atacar gestões anteriores, mas sem citar nomes e partidos. “Tem uma diferença entre o passado e agora: o Brasil agora cresce a favor do povo, e não contra o povo, como já aconteceu no passado. O presidente Lula construiu um caminho novo, mudou a história”, afirmou.

 

PAC 2

A ministra falou ainda sobre a segunda edição do PAC, que o governo deve lançar em março. Ela afirmou que o programa “Minha Casa, Minha Vida” será incluído no programa e que, dessa vez, a meta será acabar com o déficit habitacional do país. Outra área de atuação do PAC 2, segundo ela, será o saneamento básico.

G1

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Para debater a PB, rixa entre adéptos de Lula e Bolsonaro deve ficar de lado, diz Efraim

O deputado federal Efraim Filho (Democratas) declarou que espera que no Brasil, nem tampouco na Paraíba, volte o tempo em que a bandeira política definia se um estado ou município…

Cb Gilberto e Moacir assinam Aliança de apoio a Bolsonaro com deputados do PSL

Os deputados estaduais do PSL da Região Nordeste participaram nesta quinta-feira (14) de um ato político em apoio ao presidente da República Jair Bolsonaro. O PSL passa por uma crise…