Por pbagora.com.br
Foto: Assessoria

Em entrevista a imprensa o Procurador Geral do Estado, Fábio Andrade, comentou sobre as medidas adotadas pelo Governo da Paraíba para os moradores da região metropolitana da capital nos próximos 14 dias a população, que revela que a população só poderá sair de casa para trabalhar ou por necessidade de uma atividade essencial.

Segundo o Procurador Geral do Estado, será necessário apresentar um documento de identificação. No caso de pessoas que trabalham, uma identificação funcional, em casos de serviços essenciais, uma declaração.

“A pessoa apresenta um documento, se for uma pessoa que esteja se dirigindo ao trabalho, apresentar seu documento de identificação funcional. Se for uma pessoa que vai fazer um atendimento médico, por exemplo, faz uma declaração e apresenta, com o médico, local da consulta e horário”, disse.

Fábio destaca ainda que como não há uma declaração padrão oferecida pelo governo do Estado, a população pode elaborar o seu próprio documento, apresentando todas as informações, como local para onde está se deslocando e motivo. “A sua colaboração como cidadão nesse momento é ficar em casa, só sair quando for exatamente necessário. Se esses 14 dias forem bem cumpridos, vamos diminuir nossa taxa de contágio, desafogar os leitos de UTI e, logo em seguida, podemos começar a retomar nossas atividades”, comentou.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Pandemia: Cícero defende orientação da ciência para preservar vidas e empregos

O candidato a prefeito pela coligação “Pra Cuidar de João Pessoa”, Cícero Lucena (Progressista) retoma agenda de campanha na manhã desta segunda-feira (26), após a morte da sua sobrinha Vanessa…

Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba terá novo comando a três dias das eleições

  A três dias das eleições de 15 de novembro, portanto no dia 12, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba terá novo presidente: será o desembargador Joás de Brito, que…