O presidente do Senado, José Sarney, declarou na manhã desta terça-feira (16) que não pretende se candidatar à reeleição. Questionado por jornalistas quando chegou ao Congresso, de manhã, Sarney afirmou que não será candidato em fevereiro, quando seu sucessor será escolhido.

– Continuo com o mesmo ponto de vista. Não desejo nem quero ser presidente do Senado [a partir de fevereiro] – declarou.

Segundo notícias recentes veiculadas na imprensa, o PMDB estaria se articulando para que Sarney permaneça na presidência do Senado na próxima legislatura.

Os jornalistas também perguntaram sobre a perspectiva de votação do Orçamento da União para 2011. Em resposta, Sarney disse ter conversado na sexta-feira (12) com o relator geral do projeto orçamentário, senador Gim Argello (PTB-DF), pedindo a ele que faça "todo o esforço possível" para que a matéria seja votada no menor tempo possível.

Gim Argello concluiu na sexta-feira o relatório preliminar do Orçamento, tendo acolhido 39 das 192 emendas apresentadas por deputados e senadores à proposta. Na tarde desta terça, a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) se reúne com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e depois examina o relatório preliminar do Orçamento para o primeiro ano de governo da presidente eleita Dilma Rousseff.
 

Agência Senado

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Licença curta de titular frustra sonho de suplente assumir mandato na ALPB

Sem afastamento para tratamento de saúde, Manoel Ludgério frustrou as pretensões da primeira dama de Santa Rita e Jane Panta assumir mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba. É que o…

Opinião: João Azevêdo mostra capacidade política e pede que membros do PSB “se desarmem”

O mito criado sobre a figura do governador João Azevêdo (PSB), que o jogava como grande técnico administrativo, não possuindo, no entanto, características necessárias para caminhar nas alamedas tortuosas da…