A vereadora pessoense Sandra Marrocos (PSB) taxou de “falta de coragem” a decisão do presidente do PV da Paraíba, Luciano Cartaxo e de seu irmão Lucélio Cartaxo, de liberar “filiados e a militância do partido no que diz respeito à opção de escolha de candidato para o segundo turno do pleito para presidente da República”, conforme o prefeito de João pessoa divulgou em nota. Para ela, alguém que “se propõe a ser uma liderança política”, não deveria ficar neutro nesta eleição.

 

“O prefeito de uma cidade importante como João Pessoa, e, além disso, participou do último pleito eleitoral, [escolher] a neutralidade num momento de disputa de sociedade, na minha avaliação, tem uma certa falta de coragem. Esse momento histórico que requer de nós – e muito mais de quem está em espaço de poder – coragem”, afirmou Sandra Marrocos ao Blog do Gordinho.

 

“Vejo com muita tristeza alguém que se dispõe a ser uma liderança política não ter coragem de assumir uma postura diante desse momento que o país vive”, completou a vereadora.

 

Conforme a socialista, o país não vive uma disputa eleitoral qualquer, vive uma disputa de projeto de sociedade. Além disso, ela parabenizou o governador Ricardo Coutinho (PSB) pela coragem e coerência com quem tem apoiado Haddad – de forma pública, em discursos durante a campanha eleitoral, convocando atos e se mobilizando nas redes sociais.

 

Confira notas de Luciano e Lucélio

 

Nota de Luciano Cartaxo

 

Face à demora e a indefinição da direção nacional do PV em relação à disputa do segundo turno da eleição nacional, o presidente estadual da legenda na Paraíba, prefeito Luciano Cartaxo, resolve liberar filiados e a militância do partido no que diz respeito à opção de escolha de candidato para o segundo turno do pleito para presidente da República.

 

O presidente do PV explicou que a liberação vai no sentido de assegurar a liberdade democrática e a autonomia individual e permitir que cada um vote de acordo com sua consciência.

 

Nota de Lucélio

 

O ex-candidato a governador pelo PV, Lucélio Cartaxo, afirmou nesta terça-feira que segue a orientação da direção estadual do partido na Paraíba de liberação de escolha em relação ao segundo turno das eleições para presidente da República.

Segundo Lucélio, o momento e a nova política exigem respeito às diferenças, com a preservação da liberdade de opção de voto de acordo com a consciência de cada um.

 

Lucélio também afirmou que pretende manter a atuação política no Estado, dialogando com a população e vigilante no sentido de cobrar o cumprimento de promessas feitas na campanha eleitoral como forma de solucionar os graves problemas da Paraíba.

 

Redação

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cientista político paraibano elenca motivos da baixa quantidade de mulheres eleitas na política

As regras da Justiça Eleitoral que buscam resguardar cotas mínimas de candidaturas femininas e de recursos financeiros a elas ainda não são garantia de que mais mulheres serão, efetivamente, eleitas…

Hervázio: “Aliados estão ‘inquietos’ e querem um desfecho da crise do PSB”

Ainda sobre a crise deflagrada dentro do Partido Socialista Brasileiro na Paraíba que colocou em lados opostos o governador João Azevedo e o ex governador Ricardo Coutinho, o deputado estadual…