O deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) enviou ao Tribunal de Contas da União (TCU) um pedido formal para que seja realizada uma auditoria operacional nos gastos com ações e serviços voltados para pacientes com epilepsia no Sistema Único de Saúde (SUS).

Ruy explica que o objetivo do pedido ao TCU é checar como os pacientes com epilepsia estão sendo tratados na rede pública de saúde, quais serviços estão disponíveis para quem está em tratamento, como se dá a assistência farmacêutica, dentre outros aspectos.

“O SUS não dispõe de um programa específico para o enfrentamento dessa condição clínica, que atinge entre 0,5% e 1% da população brasileira. Queremos entender as diferenças da atenção dispensada a pacientes com epilepsia e às demais pessoas atendidas para tratamento de outras doenças. A identificação dos gastos pelo Tribunal de Contas da União irá nos ajudar neste diagnóstico”, justifica o parlamentar paraibano.

Programa nacional – No último mês de outubro, o deputado Ruy Carneiro também apresentou um projeto de lei que cria o Programa Nacional de Assistência Integral às Pessoas com Epilepsia.

O PL 5538/2019 amplia o atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) a quem convive com a síndrome, reduzindo sequelas, e obriga o Poder Público a realizar campanhas educativas permanentes, combatendo a discriminação social.

“Quem convive com a epilepsia enfrenta sérias dificuldades, sejam elas clínicas ou de convivência no meio social. É preciso haver empatia para compreender a situação destas pessoas”, afirma Ruy Carneiro ao defender o projeto.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veja traz que Governo Bolsonaro vasculha contratos da Globo com celebridades

A coluna Radar da revista Veja, trouxe na sua coluna desta sexta-feira (17), que  alvo de ameaças de Jair Bolsonaro, a Globo está no centro de uma forte fiscalização da…

MPF denuncia prefeita na Paraíba por desvio de recursos da Funasa

Além de Silvana Fernandes Marinho, também foram acusados o chefe de gabinete do município, Samuel Marinho, e o engenheiro Sérgio Araújo O Ministério Público Federal (MPF) na 5ª Região ofereceu…