Preocupado com a situação de dificuldades financeiras enfrentadas por pequenos comerciantes e vendedores autônomos durante a crise do coronavírus, o deputado federal cobrou neste domingo (22) que as prefeituras da Paraíba suspendam por três meses a cobrança das taxas de ocupação e uso do solo em feiras livres, mercados públicos, quiosques e shoppings populares.

“São milhares de pessoas que estão impossibilitados de trabalhar e de sustentar suas famílias. É urgente que se criem as condições para amenizar a situação grave vivida por elas”, defende Ruy.

Com relação aos vendedores ambulantes cadastrados nos municípios, Ruy Carneiro defende que seja estabelecida uma ajuda financeira, também pelo período de 90 dias, até que o país tenha superado a fase mais grave de isolamento social por causa da Covid-19.

“Tenho recebido diversos telefonemas nas últimas horas de vários representantes dos comerciantes e do comércio informal, da associação dos vendedores ambulantes e estamos cobrando das prefeituras uma atitude urgente em relação a esses casos específicos”, acrescenta.

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Romero define hoje retomada do comércio em CG, já a partir de segunda

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, reúne-se hoje, por videoconferência, com representantes do comércio, serviços e indústria, além de Ministério Público Estadual e Ministério Público do Trabalho, para discutir…

Suplente toma posse na CMJP em função de vereador licenciado

 Renato Martins (Avante) assume vaga deixada por Tanilson Soares (PSB), que solicitou licença para tratar de assuntos particulares A Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) deu posse,…