Ruy Carneiro estimula criação de Frentes Parlamentares sobre temas diversos nas Assembleias e Câmaras Municipais

No debate sobre o papel do Legislativo brasileiro, o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB-PB) manifestou a necessidade de criação de Frentes Parlamentares, com temas diversos, nas Câmaras de Vereadores e Assembleias Legislativas. Para ele é dever do Legislativo se aproximar, cada vez mais, do cotidiano da sociedade.
Ruy citou como exemplo o trabalho desenvolvido na Câmara Federal que conta com 37 Frentes Parlamentares com diversas linhas de atuação. “É importante aprofundar o debate sobre determinado tema. O Legislativo deve criar fóruns específicos para debater saúde, educação, transporte, segurança, esporte, comunicação, entre outros”, estimulou.

O parlamentar acredita que o debate sobre um tema específico, quando é enriquecido por profissionais e técnicos, ganha o centro das decisões no Legislativo. “Quando inserimos o tema na pauta prioritária quem ganha é a sociedade. Não é salutar ficar discutindo apenas do momento político. É preciso avançar, planejar, debater o problema na raiz e sugerir soluções. É isso que estamos fazendo na Frente de Combate ao Câncer”, justificou.

Ruy Carneiro encaminhou documento aos presidentes das Câmaras de Vereadores e Assembleias de todo o Brasil sugerindo a criação de fóruns para debater o câncer. “Se o município de João Pessoa enfrenta dificuldades relacionadas ao governo municipal, então o vereador deve contribuir com o debate. Se o estado da Paraíba não possui condições de tratamento, é o deputado estadual que deve colaborar com a busca da solução”, exemplificou o deputado que é presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Câncer da Câmara dos Deputados.

-Eu estou tentando desburocratizar a liberação de recursos da União para os hospitais filantrópicos que tratam do câncer, como o Laureano e a FAP na Paraíba, mas também em todo o Brasil, garantiu Ruy que é autor de uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2014, que permite a aplicação de recursos para aquisição de equipamentos e obras de adequação física, em entidades filantrópicas sem fins lucrativos que prestam serviços ao SUS na área de diagnóstico e tratamento do câncer.



Redação com Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: prefeita do Conde faz pacto com “Drácula” e contrata empresas investigadas pela Calvário

O Calvário é mencionado em todos os quatro evangelhos quando relatam a crucificação de Jesus. Mas não é esse episódio bíblico que vou tecer comentários. O Gólgota em discussão está…

Bancada federal volta a se reunir nesta terça-feira para debater emendas

O deputado federal Efraim Filho (DEM) convocou reunião da bancada federal paraibana para a terça-feira (22) às 17hs, na sala da Presidência da Comissão de Educação, anexo II ala C…