O ex-presidente do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas, viu com naturalidade a nova formação da executiva do partido no estado,  ocorrida após a sua saída oficial e desejou sorte ao grupo. Além de Rosas também saíram oficialmente da executiva o governador João Azevêdo e o senador Veneziano Vital do Rêgo.

Apesar das declarações diplomáticas, ele revelou mágoas com o rumo que a sigla está tomando no estado.

“Muito ruim para a história do partido na Paraíba me dediquei ao partido, não só eu como outros companheiros e de repente acontece o que aconteceu. Pela falta de respeito da executiva, mas desejo sorte.” declarou demonstrando que ainda guarda mágoas pelo ocorrido na sigla, que o destituiu do seu posto.

Rosas afirmou ainda que o governador João Azevêdo não tem pressa para deixar o partido e que definição pode acontecer até abril, prazo final para as definições.

PB Agora

Total
3
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: João endurece o pescoço e chama oposição de meia dúzia de malandros

Ao participar de eventos inerentes à sua administração, no Brejo da Paraíba, nesta sexta-feira (13/12) o governador João Azevedo deu o tom em que pretende “dialogar” com as oposições, quando…

Opinião: em baixa, Cartaxo acende vela para Ricardo e João numa tentativa de continuar “vivo” na política

A história é cíclica ou retilínea? Isto é: ela está imersa na concepção que o ser humano pode agir de forma afetiva para “reproduzir” ações do passado, ou tudo foge…