Depois do deputado federal Damião Feliciano (PDT), mais dois políticos paraibanos se esquecem das necessidades de um Estado tão carente como é a Paraíba e resolvem destinar emendas para outros estados a exemplo de Pernambuco e São Paulo. Agora foi a vez do Senador Roberto Cavalcanti (PRB) e do deputado federal Rômulo Gouveia (PSDB).

Os detalhes das emendas individuais dos senadores e deputados federais paraibanos estão disponíveis no sítio do Senado Federal bem como da Câmara Federal.

Rômulo Gouveia (PSDB) apresentou uma emenda de R$ 300 mil para apoio a projetos de infraestrutura turística no município de Umburana, na Bahia, e outra para a Universidade Federal de Tocantins, no valor de R$ 200 mil.

Roberto Cavalcanti (PRB) apresentou emenda no valor de R$ 500 mil para estruturação de unidades especializadas em saúde em São Paulo, diga-se de passagem, o estado mais rico do país.

O deputado federal Damião Feliciano (PDT) apresentou uma emenda de R$ 100 mil para estruturação de rede de proteção social em Recife, no vizinho estado de Pernambuco.

Este ano cada parlamentar apresentou R$ 13 milhões em emendas individuais que totalizaram R$ 195 milhões principalmente nas áreas de infraestrutura hídrica, saúde, educação, esportes e turística.

Ao todo, 60 municípios paraibanos receberão emendas dos parlamentares, além de outros beneficiados com as destinadas ao Estado e as emendas de bancada.
 

Simone Duarte

PB Agora

com informações do Jornal da Paraíba

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: a metáfora de “RC, João e a guerra em terra Tabajara”

A guerra foi deflagrada. Montgomery decidiu firmar o desembarque no Sanhauá de forma rápida e precisa, a fim de evitar maiores movimentos do exército oposicionista comandado pelo general Hideki Tojo.…

Dois extremos: vereador da Capital pode trocar PCdoB por PSL

Eleito pelo Partido Comunista Brasileiro nas eleições de 2016 para um mandato de quatro anos como vereador de João Pessoa, o secretário do Procon de João Pessoa, Helton Renê, pode…