Diplomacia. Um dos momentos constrangedor durante a solenidade de entrega do Complexo Habitacional Aluízio Campos em Campina Grande, foi a vaia que o “público” deu na vice governadora Lígia Feliciano (PDT), no momento em que ela discursou, e afirmou estar representando o governador João Azevedo (PSB). A vaia chamou atenção do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), que e seu pronunciamento, fez menção a participação da vice governadora no evento.

O prefeito Romero Rodrigues (PSD), oposição à gestão atual do governo paraibano, também reprovou a vaia. Em entrevista concedida à Rádio Caturité, ele afirmou que situações como estas não estão no controle da organização do evento, e pediu desculpas a vice governadora.

– Eu estava tentando acenar para as pessoas para que elas parassem. A gente tem o costume e a formalidade de receber todo mundo super bem, as vaias não foram para a vice-governadora, e talvez tenham sido para o governo. Infelizmente nós não temos o controle disso, eu peço desculpas a vice-governadora, mas a gente não pode responder pelas pessoas. Agora é virar essa página, eu tenho um respeito e um carinho de forma muita intensa pela vice-governadora e o deputado Damião – afirmou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano pondera sobre convites para voltar ao MDB: “Não vou me precipitar”

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) revelou na tarde desta sexta-feira (28) em entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoas que tem recebido convites não apenas de…

Wallber reconhece falhas em impeachment e diz não ter nada pessoal contra João

O deputado estadual e autor do pedido de impeachment contra o governador João Azevêdo e a vice-governadora Lígia Feliciano, Wallber Virgolino falou sobre o pedido de arquivamento da proposta feito…