Por pbagora.com.br

Ricardo Barbosa põe em dúvida imparcialidade da Justiça e diz que TRE age de forma ambígua ao julgar Cássio: “Chega de dois pesos e duas medidas”

O deputado Ricardo Barbosa (PSB), foi à tribuna da Assembléia Legislativa, na manhã desta terça (27), e fez duras críticas quanto aos rumos da decisão que poderá ser tomada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), acerca dos gastos excessivos com publicidade praticados por Cássio Cunha Lima (PSDB), quando ainda estava à frente do Governo do Estado. Durante seu pronunciamento, o parlamentar questionou: "Porque o relator do processo, em sue confuso voto, não considerou a decisão do TCE, órgão cuja competência constitucional é exatamente analisar as contas dos gestores públicos?”.

Para embasar sua teoria, Ricardo Barbosa se utilizou de alguns precedentes adotados pela Corte Eleitoral lembrando que, há menos de 2 meses, analisou as contas do prefeito de Areia, terminando por adotar o princípio da verdade irreal para absolvê-lo.

Em seguida, Ricardo disparou: "O ex-governador Cássio poderia ter gasto até R$ 17 milhões, mas gastou apenas R$ 13 milhões. Quem assim atestou foram os auditores do TCE e não apenas um servidor, como foi dito pela perícia. Pode até se dizer que o TCE não entende de inelegibilidade, mas é apropriado afirmar que o TRE não entende de constas públicos. De contas púbicas quem entende é o TCE. Isso é óbvio".

Ricardo Barbosa voltou a demonstrar contrariedade com a situação e levantou uma nova indagação: "Porque o TRE necessitaria de auditores do TCE em uma situação e em outra abre mão dele?".

"Parece-me ambíguo o que o TRE tem feito", afirmou.

Segundo Barbosa, a Justiça não pode ser injusta: "Chega de parcialidade injusta. Chega de dois pesos e duas medidas. Chega dessa tentativa de invalidação da vontade do povo".

"Já cassaram mais de um milhão de votos e agora querem tirar do páreo um candidato com chances reais de vitória. O governador Maranhão tem se mostrado avesso às urnas".

Ao fim, Ricardo usou o motepropagado pela oposição para partir em defesa de Cássio: "Deixe o povo votar! A Paraíba precisa e o povo agradece".

 

Luis Alberto Guedes / Henrique Lima

PB Agora

Notícias relacionadas

Levantamento do PB Agora contabiliza 10 nomes cotados para disputar única vaga da Paraíba no Senado em 2022

Um levantamento feito pela reportagem do PB Agora contabilizou ao menos dez nomes cotados para ingressar na disputa pela única vaga da Paraíba no Senado Federal nas eleições de 2022.…