O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, comentou a obra realizada no Parque Solón de Lucena em João Pessoa. O chefe do Poder Executivo do Estado afirmou que não se opõe a realização de obras, no entanto é preciso ter responsabilidade com o uso do dinheiro público.

Ricardo Coutinho disse que informações divulgadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) em relação a quantidade de material retirado da Lagoa é inverídica, como atesta relatório da Controladoria Geral da União (CGU). “Sou opositor de alguém querer que eu acredite que retirou duzentas mil toneladas de um buraco. Porque se isso fosse verdade nós teríamos um buraco na Lagoa de 18m, seriam sete andares pra baixo, se isso fosse verdade”, disparou Ricardo.

O governador acrescentou que toda a obra da Lagoa foi feita forma errada e pôs em risco a parte histórica da cidade. “Tecnicamente não se justifica o que fizeram. Na [avenida] Padra Azevedo, água não pode voltar e estourar lá embaixo, infiltrando pelo chão. Isso é extremamente grave, pois não se pode construir um túnel até a metade de uma rua e depois estreitar com um tubo”, afirmou.

Ricardo Coutinho não poupou críticas ao prefeito da Capital e destacou que o paríodo de quatro anos foi muito tempo para a realização de poucos serviços. “Espero que aquilo [Lagoa], que dizem terem sidos utilizados 41 milhões de reais, possa servir a população”, concluiu o governador.

 

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mídia nacional repercute invasão ao escritório de RC, em JP

O Jornal Estadão, na edição deste sábado (17) repercutiu a invasão criminosa ao escritório do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho. O fato aconteceu na última quinta-feira (15) e o socialista…

Presidente nacional do PSB quer reunião com João e RC em Brasília e defende unidade na sigla

O impasse interno no diretório estadual do PSB levantou a hipótese de que uma intervenção da Executiva nacional poderia ocorrer. No entanto, na manhã desta sábado, presidente nacional da sigla,…