REVIRAVOLTA: após pressionar Eliza alegando traição, agora é Bruno Farias quem é acusado de infidelidade partidária no PPS; “Todo mundo conhece sua opção”, diz vereador

 

Um verdadeiro fogo cruzado abala as entranhas do PPS na Paraíba. Desta vez, agora é Bruno Farias quem é acusado de infidelidade partidária. Seu algoz é o suplente de vereador Dr. Welando, que nesta quarta-feira (1º) partiu em defesa da correligionária Eliza Virginia, insistentemente acusada por Farias de ser a principal dissidente das causas do partido.

Segundo Welando, o vereador Farias não tem a menor capacidade de acusar Virgínia de prática de infidelidade, haja vista que, nas eleições deste ano, praticou o mesmo. Usando a cartilha da legenda como parâmetro, o suplente cita a determinação que impõe a todos os membros a obrigação de apoiar candidatos do próprio partido, o que, segundo ele, Bruno não fez.

“Toda a imprensa noticiou a opção política de Bruno. Não tem como esconder que ele apoiou Ruy Carneiro (PSDB) e Ricardo Barbosa (PSB)”, declarou.

Com a língua mais que afiada, Welando chegou a afirmar que ninguém foi fiel no PPS este ano, e por isso não há quem possa “lançar pedras” em Eliza.
 

“Se for para acusar Eliza, é bom fazer o mesmo com todos, inclusive com Bruno”, disparou.

Dr. Welando está deixando o parlamento pessoense em breve, justamente para devolver assento à sua defendida.

Revelação intrigante

Quem achava que as declarações bombásticas de Dr. Welando se encaixaria no caso “Bruno X Eliza”, se surpreendeu com mais uma. Sem temer expor seu partido ao ridículo, o suplente confessou que sua legenda em João Pessoa sequer é cadastrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral. Resumindo: oficialmente não existe na política paraibana.

 

PB Agora
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputado explica motivos de críticas e nega afastamento político do prefeito Romero Rodrigues

Após formular críticas a gestão municipal por meio das redes sociais, o deputado federal Julian Lemos (PSL) afirmou que continua apoiando a administração do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues…

Sem mandato, Cássio garante que continuará colaborando com a Paraíba e classifica como remota tese de disputar PMCG

Sem mandato há seis meses, o ex governador e ex senador Cássio Cunha Lima (PSDB), praticamente afastou a possibilidade de disputar a prefeitura de Campina Grande nas eleições do próximo…