O futuro do PRB de Campina Grande será definido na próxima semana. O vice-presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, Marinaldo Cardoso, admitiu a possibilidade de deixar o partido, mas aguarda a reunião com o presidente da sigla Tertuliano Maracajá, para tomar a sua posiçaõ.

Em entrevista na Rádio Panorâmica FM, Marinaldo revelou ter recebido um pedido de Tertuliano Maracajá, para que aguarde uma reunião que deve acontecer dentro de trinta dias para definir o destino do partido.

Marinaldo Cardoso destacou que compreende o momento difícil que Tertuliano está vivendo, com a prisão do seu filho, o vereador Renan Maracajá (PSDC) e disse que pretende aguardar essa reunião para decidir se fica ou se muda de legenda.
O vereador ainda frisou que manteve conversa com o presidente do PRTB e, no momento atual e diante das condições do partido, foi a melhor opção apresentada até então.

– O presidente Tertuliano me mandou um recado hoje dizendo que queria mais um tempo, pois está preocupado com a defesa do filho. Ele pediu um prazo para que daqui a 30 dias ele convoque uma reunião para ter deliberação. Eu aprendi que a política é a arte do diálogo. Nós estávamos, antes desse episódio que envolve o vereador Renan, estávamos dialogando para deixar de lado as querelas e ver a questão de uma readequação para o engrandecimento do partido. Se eu for conversar com Tertuliano, vamos nesse intuito de tentar uma conversa, uma reaproximação, não sei. Eu só posso dizer que vou sair na janela depois que for conversar – disse.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino não vê necessidades de CPI da Calvário e reafirma confiança em deputados citados

Próximo ao retorno das atividades parlamentares na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o presidente do Legislativo estadual, Adriano Galdino (PSB), reafirmou sua confiança nos deputados citados na Operação Calvário, do…

Ruy Carneiro cobra fim da mordomia para filhas de ex-deputados

Com indignação, o deputado federal Ruy Carneiro defendeu nesta segunda-feira (20) o fim imediato dos pagamentos de pensões a 194 filhas solteiras de ex-parlamentares e ex-servidores da Câmara dos Deputados,…