Por pbagora.com.br

Em entrevista essa semana, o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), endossou o discurso do secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, e voltou a descartar qualquer possibilidade de retomada das aulas presenciais na rede estadual da Paraíba devido a grande possibilidade de infeção pelo coronavírus entre os alunos, que ainda é real.

Segundo ele, estudos mostram que a circulação de 750 mil estudantes pelo Estado contaminaria pelo menos 161 mil pessoas com idade acima de 60 anos, que possuem alguma doença associada, e que convivem diretamente com esses jovens e adolescentes.

“Nós temos dados que não permitem nesse momento que a gente retome as aulas presenciais. É fácil entender. Nós temos cerca de 165 mil pessoas na Paraíba que têm alguma comorbidade ou acima de 65 anos, que convivem com jovens e adolescentes diariamente, e isso poderia geral um colapso na saúde e ceifar centenas de vidas”, ressaltou.

O governador ressaltou que, apesar do novo normal, a pandemia ainda não acabou e o ambiente escolar, neste momento, não é seguro para a saúde.

“A pandemia ainda está conosco, a pandemia não acabou. Enquanto nós não tivermos uma vacina, esses cuidados todos deverão ser preservados”, completou.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Tucana aprova medidas restritivas da PB e em JP contra a covid-19

Viúva do ex-deputado estadual João Henrique (PSDB), morto vítima da Covid-19, a deputada federal Edna Henrique (PSDB), apesar de integrar a bancada de oposição ao governador João Azevêdo (Cidadania), disse…

Em reunião com presidente do BB, Daniella Ribeiro recebe garantia que banco não demitirá funcionários na PB

Senadora levou demandas da categoria e tratou sobre fechamento de agências no Estado Durante reunião remota realizada na manhã desta terça-feira (23/02), o presidente do Banco do Brasil, André Brandão,…