Os recentes afagos do líder do PSDB na Paraíba, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e de seu agrupamentos em prol do senador José Maranhão (PMDB) destoam, de declarações de um passado recente, aonde por mais de duas décadas, seus integrantes se digladiavam publicamente.

Durante o evento que comemorou o aniversário do senador José Maranhão (PMDB), na última sexta-feira (15), em uma churrascaria na Orla de João Pessoa, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) disse. “Maranhão é um nome que sempre será lembrado. O PMDB é um partido forte na Paraíba. O importante é manter a unidade, e o nome de Maranhão é capaz de unir as oposições.”, afirmou o tucano.

Divergências – Vale lembrar que em 2014, a adesão do PMDB à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB) não foi bem digerida no ninho tucano. Depois que Pedro Cunha Lima, filho do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), atacou na mídia a aliança entre peemedebistas e socialistas na Paraíba, foi a vez do primo do parlamentar, Ivanhoé Cunha Lima, ironizar o partido presidido no Estado pelo ex-governador e senador eleito José Maranhão.

Ao contrário de Pedro, que usou a imprensa, Ivanhoé recorreu às redes sociais para ‘detonar’ o PMDB. Em seu perfil no Facebook, o primo de Cássio ironizou a força política da legenda peemedebista, a maior do Estado. “Pergunta que não quer calar. Quantas vezes nós precisamos do apoio do PMDB para ganharmos uma eleição na Paraíba?”, disparou o parente do senador tucano. Confira o que pensava Cássio sobre Maranhão e Ricardo Coutinho no seu guia eleitoral de 2010:

 

Veja também alguns posts que revelam o pensamento dos Cunha Limas sobre o senador José Maranhão:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redação

Foto:  Marcelo Oliveira – Agência Senado


 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Ricardo Coutinho não se aproximará de Cartaxo, pois o antagonismo de ideias sepulta relações políticas

E permanece assim: “Que nenhum homem bom deve mentir”. Dessa forma, o filósofo católico Santo Agostinho, em sua obra intitulada “Sobre a Mentira”, asseverou com a mais pura razão o…

“Fico com os dois”, diz Jeová Campos ao driblar preferências sobre crise no PSB

A crise interna do PSB paraibano vem dividindo os filiados por todo o estado. Muitos já se posicionaram favoráveis ao governador João Azevêdo (PSB) e outros ao ex-governador Ricardo Coutinho…