Por pbagora.com.br

Não foi dessa vez que o prefeito afastado de Patos, DInaldinho Wanderley (PSDB) teve a mesma 'sorte' do prefeito de Bayeux, Berg Lima (sem partid). È que enquanto o gestor de Bayeux conseguiu voltar ao cargo graças a uma decisão judicial, o prefeito sertanejo permanecerá afastado do posto, também devido a uma decisão judicial.

Em sessão nesta quarta-feira (19), o Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) rejeitou novos recursos do prefeito de Patos, o impedindo de voltar ao comando da administração.

O Agravo, impetrado pela defesa de Dinaldo, foi desprovido pelo desembargador Carlos Martins Beltrão Filho.

Para o magistrado, o afastamento deve perdurar até uma melhor apuração dos fatos que culminaram no afastamento do tucano do cargo.

 

PB Agora

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Notícias relacionadas

Roberto Paulino confirma intenção do MDB em se alinhar ao Governo João

Há uma inclinação do MDB da Paraíba para se aliar ao Cidadania do governador João Azevêdo. A informação é do presidente interino da legenda, o ex-governador Roberto Paulino (MDB), que…

Petista foi o único a votar contra PL que tornou atividade religiosa como essencial em JP

Indo de encontro às medidas restritivas (que incluem até toque de recolher) tomadas recentemente pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) – em consonância com decreto estadual – para tentar barrar…