Por pbagora.com.br

Após o deputado federal Luiz Couto (PT) e a presidente nacional do partido a senadora Gleise Hoffman terem reforçado a união do seu partido com o projeto socialista do governador Ricardo Coutinho (PSB), o chefe do executivo estadual comentou sua relação com os petistas.

“Nós estamos aqui sempre na mesma caminhada se o PT quiser estar conosco. Ninguém pode acusar o Governo do Estado de fazer piruetas na política. Esse grupo tem começo, meio e fim. O PT é um parceiro, evidentemente, mas o PSB tem essa caminhada e quer que o PT esteja junto”, disse Ricardo Coutinho.

Recentemente Luis Couto informou que antes mesmo de o ex-presidente Lula ser preso, ele tomou parte numa reunião da executiva nacional do PT, na qual foi deliberado que as alianças na Paraíba e no Maranhão (governador Flávio Dino, PCdoB) estavam desde já definidas, devido à “postura democrática” que os dois governadores “mantiveram contra o impeachment” da ex-presidente Dilma, o que foi reforçado com a conduta de ambos quando do encarceramento de Lula.

“O PT reconhecerá a gestão de ambos. E qualquer decisão em contrário dos diretórios estaduais terá que ser submetida à direção nacional”, reforçou Couto.

Redação

Notícias relacionadas

Wilson Filho visita Defensoria e reforça compromisso com a instituição

O defensor público-geral da Paraíba, Ricardo Barros, e a subdefensora pública-geral,  Madalena Abrantes, receberam nesta quinta-feira (13), na Sede da Defensoria Pública do Estado (DPE-PB), a visita do deputado estadual…

Na PB, PSOL aponta prejuízos para servidores com reforma administrativa

O ex-presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, comentou postura de deputado paraibano contra a PEC 32, que discute a Reforma Administrativa na Câmara dos Deputados. Em seu perfil nas redes…