Por pbagora.com.br

Após o impasse envolvendo a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que previa o fim da reeleição na disputa pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba, bem como a extinção da possibilidade de antecipação do pleito na Casa, o governador Ricardo Coutinho, do PSB, pediu união, dentro da lógica da paz e da convergência.

Direto da Espanha, onde assinou uma parceria para os programas Gira Mundo e Prima, extensivos à gestão João Azevêdo, Coutinho destacou a necessidade de se preservar a governabilidade a fim de que os avanços possam continuar ocorrendo.

Ele lembrou que, mesmo em meio a uma crise violenta em todo país, o Estado da Paraíba se destacou de uma forma diferenciadas em todos os fatores expostos.“O governador João e os deputados haverão de corrigirem, cada vez mais, o sentido de dar a governabilidade necessária que a Paraíba precisa para continuar avançando. Nós estamos no meio de uma crise violenta, e todos os indicadores que saem retratam a Paraíba de uma forma diferenciada, ou seja. Nós temos uma resistência, nós estamos conseguindo avançar dentro de uma crise e isso tem que ser preservado A governabilidade é dada por um governo e por um legislativo e nossa parte politica foi bem equacionada com Adriano Galdino (PSB) e Gervásio Maia (PSB) – que hoje está no exercício do governo”, ressaltou.

Sobre a bancada, Ricardo ressaltou que não vê mais impasse e que a paz está restabelecida.

 

PB Agora

 

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Notícias relacionadas

“Vou estar junto com o governador João Azevêdo”, afirma Adriano sobre 2022

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, afirmou nesta quinta-feira (22) que independente de qualquer cenário político que se vislumbra para às eleições de 2022, a única certeza…

Covid-19: deputado paraibano responsabiliza Ministro da Saúde pela falta da 2ª dose

  O Deputado Estadual Anísio Maia, durante a 11ª sessão remota, da Assembleia Legislativa da Paraíba, culpou o Ministro da Saúde Marcelo Queiroga e o Governo Federal pela falta de…